• A deliciosa gastronomia de Paraty também está em festa, de 10 a 19 de agosto, quando 35 restaurantes locais abrem suas portas para o primeiro Circuito Gastronômico Cachaça na Mesa, criado para oferecer aos moradores, turistas e visitantes do já tradicional Festival da Cachaça a oportunidade de experimentar pratos, drinques e lanches harmonizados ou que trazem em suas receitas o brasileiríssimo destilado, sua majestade a cachaça.

    No quesito camarão, a cachaça, na maioria dos casos, entra para flambar a iguaria, seja acompanhada de mel, seja com ervas finas e outros acompanhamentos. Entre as opções está o Camarão à moda Corisco, que vem grelhado no mel com cachaça e arroz de Pupunha (R$ 59,90 – 2 pessoas), no Aconchego Grill. Tem o Camarão picante flambado, servido com curry vermelho, arroz negro e abobrinhas (R$ 75,00 – individual), do Banana da Terra, Camarões ao Porto que vêm flambados com favas de baunilha e laranja e pera pochet (R$ 63,00 – individual), no Porto Bistrô, Camarão à Moda do Chef, flambado com lichias (R$ 35,00 – individual), no Pousada Rumo dos Ventos e Camarões flambados, acompanhado de arroz verde (R$ 60,00 – 2 pessoas) no Paraty Mediterrani. As opções são variadas.
    Os etílicos sabores se espraiam também em outros frutos do mar, como Filé de Peixe com molho de camarão (R$ 19,80 – individual) acompanhado de caipirinha (R$ 8,50) servidos no Arte e Sabor, Atum Selado na cachaça e gengibre, com molho oriental e purê de mandioquinha (R$ 46,50 – individual), no Bendita´s e Linguado flambado, com molho de maracujá, arroz e salada (R$ 28,00 – individual), servido com o drink Maraculoco, feito com maracujá, melaço, triple sec e cachaça (R$ 14,50) no Biruta Grill, entre outras deliciosas opções em vários restaurantes da cidade.
    A cachaça aparece também no tempero de aves, como no frango indiano, servido com bananas flambadas, salada e arroz (R$ 90,00 – 2 pessoas), no Bistrô Alquimia dos Sabores, onde também é servido o drinque pileque de mordomo (R$ 15,00). Ou ainda o filé de frango Gabriela flambado com legumes e carambola ao molho de abacaxi e coco perfumado com canela (R$ 32,00 – individual), servido no Casa do Fogo e galeto ‘Caiçara’, assado e flambado na cachaça da terra, acompanha arroz, batatas coradas ao alecrim, farofa especial, vinagrete, chimichurri, creme de alho (R$ 35,00 – individual), no La Luna Restaurante da Praia. Tudo isso sem falar na inclusão da cachaça no preparo de cafés, doces, massas, tapioca e baião de dois. A melhor coisa é conferir a lista e montar o roteiro culinário, afinal serão 10 dias de puro sabor.
    A criação do Circuito Cachaça na Mesa conta com o apoio do Sebrae, que está iniciando em Paraty o Projeto Gastronomia: da mesa ao mercado, uma iniciativa voltada para o desenvolvimento do segmento de alimentação no interior do Estado do Rio de Janeiro, com o objetivo de melhorar a competitividade das empresas participantes e aumentar a oferta de serviços de qualidade, através da valorização da gastronomia. Em Paraty, o projeto visa a transformar o segmento em um Polo de excelência gastronômica alinhado com as atividades artísticas, culturais e turísticas que a cidade já vem desenvolvendo. Para mais informações, procure o Sebrae de Paraty.

     

     

  • O evento tem como objetivo resgatar uma das primitivas propostas do Festival da Cachaça, Cultura e Sabores promovendo uma Exposição sobre a produção da cachaça em Paraty e sobre o histórico do Festival da Pinga, este ano em sua trigésima edição, valorizando assim a importância deste produto não só na economia local como também na formação cultural do paratiense. A cachaça está presente no cotidiano paratiense naõ só como aperitivo, mas também na medicina caseira, na culinária como no pé-de-moleque de gengibre, no café de caldo-de-cana e em muitas outras referências literárias e musicais além de ser um produto de referência nacional e um atrativo turístico em nossa cidade.

    DIA 08/08 – 20h
    Inauguração da exposição com degustação das cachaças de Paraty

    DIA 10/08 – 20h
    Lançamento do Circuito Gastronômico Cachaça na Mesa

    DIA 17/08 – 20h
    A Luta – Monólogo: literatura e teatro

    DIA 18/08 – 21h
    Bebeto e Banda – Aprsentação Musical de Chorinho

    DIA 19/08 – 20h
    Os Canalhas – Stand Up Comedy

     

  • Exposição Giancarlo Mecarelli

    Com a intenção de homenagear a cultura afro, Giancarlo Mecarelli concebeu e produziu a exposição “BELEZA AFRO-BRASILEIRA”. O conceito desta exposição tem seu foco na beleza da mulher afro-descendente. Essa percepção estética é materializada a partir de retatos de mulheres que fazem trabalhos cotidianos diversos e que vencendo a timidez posaram pela primeira vez para um fotógrafo profissional. A beleza que transparece nas fotos documenta a formaçe a expressividade dessas mulheres.

    A idéia de associar as fotos a trechos extraídos de obras de Jorge Amado surgiu do encontro entre Giancarlo e Ovídio Poli Junior, escritor radicado em Paraty e que cuidou da seleção dos textos. texto e imagem estão em permanente diálogo de modo que se perceba a proximidade que há entre o universo feminino contido na obra do escritor baiano e a beleza das mulheres negras que compõem a paisagem humana brasileira, com todos os seus contrastes. 

    A mostra tem algumas fotos inéditas, a maioria foi exposta pela primeira vez em 2006 durante a FLIP – Festa Literária Internacional de Paraty, que naquele ano teve Jorge Amado como homenageado. Abrindo a mostra no centenário que marca o nascimento do escritor baiano, a Eva Negra simboliza também uma volta à origem e ao berço da humanidade.


    ESCOLA PANAMERICANA DE ARTE
    ENDEREÇO: Avenida Angélica, 1900 – Higienópolis – São Paulo
    ABERTURA DA EXPOSIÇÃO: Dia 14 de agosto às 18h
    HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO: De 2a a 6a: Das 9h às 21h – Sábados: das 9h às 12h.