Concurso Bordadeiras Poéticas
Nina Silva, coordenadora geral do grupo, entre as vencedoras do V Concurso Bordados Poéticos

Foto: blog Bordados Poéticos

Paraty sempre surpreende com a criatividade de seu povo

Na Folia Gastronômica, o público pode conhecer o maravilhoso trabalho de um grupo de bordadeiras que fez um livro de receitas totalmente bordado, chamado Sabores Bordados. Uma verdadeira jóia!

No mesmo fim de semana, na Casa da Cultura de Paraty, foi inaugurada uma exposição de bordados que apresenta os belíssimos trabalhos que fizeram parte do V Concurso de Bordados Poéticos. Este concurso teve como tema as aquarelas de Margareth Mee. A artista inglesa morou muitos anos no Rio de Janeiro e dedicou grande parte de sua carreira à ilustração botânica. Suas aquarelas retratam a flora brasileira, em especial da Mata Atlântica e da Amazônia.

Os trabalhos premiados foram:
1º lugar- Sem título – De Marina Gouvêa do Nascimento
2º lugar – Nanquim – Denise Furtado Moreira
3º lugar – Chuva dourada – Roseli Veroneze Becker

A Exposição na casa da Cultura fica aberta à visitação diariamente até 13 de dezembro de 2015.

E, ainda para quem quer ver mais uma exposição de bordados,pode visitar o Café Pingado, pertinho da Casa da Cultura, na R. Dr. Samuel Costa. Trata-se da exposição  Retratos em Fio de Linha, onde escritores famosos tem seus retratos bordados. Alguns trabalhos mais parecem uma pintura!

Para mais informações consulte: https://bordadospoeticos.wordpress.com/

Veja abaixo algumas fotos dos belos trabalhos das Bordadeiras Poéticas:

Meu nome completo é Elizabeth Fromm Freire Gaspar, mas uso apenas Elizabeth Gaspar por ser mais fácil de lembrar. Tenho formação em Terapia Ocupacional pela USP, com especialização em Saúde Pública, área que atuei por vários anos. Mas foi em 1995 que Ricardo Gaspar, meu marido e sócio na PWI Web Studio, me apresentou à internet que nascia comercialmente no Brasil. Logo em 1996 nascia o nosso portal www.paraty.com.br e, pronto! Eu já estava fisgada definitivamente por uma nova paixão profissional: o Marketing Digital, tema ao qual me dedico integralmente, sempre aprendendo coisas novas. Música, artes, história são outras grandes paixões e, mais do que tudo isso, amo viajar para poder conhecer novos lugares, pessoas, costumes e culturas.

2 Respostas para “A poesia bordada de Paraty”

  1. Mariley Maia disse:

    Não devemos deixar morrer a nossa cultura do bordado. Além da arte e beleza, o bordado é uma terapia individual ou em grupo e nos traz satisfação e participação social. Paraty tem toda esta tradição. Parabéns.

  2. Leilamoreira disse:

    Parabéns pelos trabalhos sempre lindos.
    Parabéns pela dedicação.
    Amo bordar com vocês.

Deixe um comentário




*