•  

    Abertura da FLIP 2018

    Quem veio a Paraty para a FLIP 2018 percebeu que ela mudou bastante. A experiência de quem vem para curtir o evento é totalmente diferente daquela de 10 anos atrás.

    A grandiosidade de outros anos teve que se adequar aos tempos de crise. A falta do show de abertura, que em outras edições apresentou grandes nomes da música brasileira, é muito sentida pelo público. Agora as mesas principais tiveram que se adaptar a um auditório muito menor, e consequentemente ficou mais difícil adquirir um ingresso para assistir ao vivo aos principais convidados, embora a Tenda da Matriz permita assistir tudo pelo telão gratuitamente.

    Mas em compensação o evento cresceu muito ao redor, com a participação de um grande número de casas que oferecem uma programação independente totalmente gratuita. Relacionamos 29 casas e mais de 600 eventos.

    A procura a estas casas cresceu demais, algumas delas formando enormes filas de até 2 horas de espera. Mas o número destas casas cresceu de tal forma que havia muitas opções de programação para todos os horários. Se uma casa estava lotada, bastava consultar a programação na página do nosso site ( www.paraty.com.br/flip ) onde era possível encontrar rapidamente outra atração disponível. Era o único site onde era possível encontrar a programação completa, com todas (ou quase todas) as atrações.

    Alguns autores e intelectuais consagrados se apresentaram em locais pequenos e muito concorridos. Mas havia muita oportunidade para novos autores apresentarem seus trabalhos.

    Até o eclipse total da lua virou uma atração à parte. Listada também em nossa programação, ela levou centenas de pessoas à ponte do Centro Histórico para apreciar o fenômeno.

    Mas nem tudo são flores. As crianças, que em edições anteriores recebiam um tratamento especial, desta vez não tiveram um espaço tão privilegiado e sua programação foi bastante reduzida. Em outros tempos a praça ficava divertidamente decorada e as crianças lotavam este espaço. Agora, fora do período escolar e com uma programação menor, os pequenos quase não eram vistos. Também a FlipZona, voltada para os adolescentes encolheu bastante. É uma pena.

    Certamente a FLIP ficou mais democrática, com espaço aberto para todos. Alguns locais voltados principalmente à manifestação política tiveram grande presença de público.

    Grande parte do comércio de Paraty tem muitos motivos para comemorar. A cidade estava lotada, principalmente na sexta-feira e no sábado, dias com maior frequência de turistas e visitantes da festa. Os restaurantes trabalharam ininterruptamente, e em alguns horários era impossível encontrar uma mesa disponível.

    Como sempre, durante a FLIP a cidade recebe um público muito grande, agradável, bonito, educado, culto, que aprecia demais tudo o que somente Paraty pode oferecer.

    Veja algumas fotos:

  • Chico Buarque na FLIP
    Chico Buarque na FLIP

    Muita gente já ouviu falar da FLIP e gostaria de participar, assistir, acompanhar, mas não sabe bem como funciona.

    (mais…)

  • Um dos eventos mais esperados do ano em Paraty é o Bourbon Festival Paraty. É a oportunidade de assistir a grandes shows de música da melhor qualidade em um ambiente delicioso, totalmente de graça. São 3 dias de muito jazz, blues, R&B e soul em palcos ao ar livre, com grandes nomes nacionais e internacionais.

    (mais…)

  • Encontre a sua pousada em hotel em Paraty

    Você tem sido bombardeado por propagandas de grandes sites oferecendo sempre as melhores pousadas pelos melhores preços, não é?

    Mas será que o que oferecem é verdade? Qual o melhor caminho para escolher a minha pousada?

    (mais…)

  • Onde se hospedar em Partaty - RJ

    Paraty tem inúmeros atrativos. O Centro Histórico com seu casario colonial, belas praias e região de serra com muita mata atlântica preservada, além da tradicional cultura caiçara atraem turistas do mundo todo. Existem pousadas em diversas regiões, cada qual com os seus atrativos particulares.

    Em nosso site fizemos uma segmentação das pousadas e hotéis por localização. Para te ajudar a escolher qual a localidade mais adequada para você apresentamos as características de cada uma:

    (mais…)

  • Filmamos a descida da serra no dia 11/04/16, para mostrar como está a estrada.

    A estrada Paraty-Cunha já está em boas condições, faltando apenas poucos detalhes para ser inaugurada. (mais…)

  • Filmamos a subida da serra no dia 16/02, para mostrar como está a estrada.

    Falta muito pouco para acabar a obra da estrada Paraty-Cunha. (mais…)

  •  

    No dia 11/09/2015 filmamos a subida do trecho de serra, para mostrar a situação da estrada, que está em obras.

    (mais…)

  • Lua cheia em Paraty - Foto: Ricardo Gaspar
    Lua cheia em Paraty – Foto: Ricardo Gaspar

    Nos dias de lua cheia ou lua nova as marés costumam invadir a cidade de Paraty, lavando as ruas com suas águas.

    (mais…)

  • Alex Atala cozinha em Paraty. Para suas receitas, Alex saiu em caminhada pela Mata Atlântica em busca de ingredientes nativos.
    Alex Atala e Jorge Ferreira em Paraty – Folia Gastronômica 2014

    Texto e imagens: Ricardo Gaspar

    Na Folia Gastronômica 2014, em Paraty, estiveram presentes vários renomados chefs de cozinha e profissionais da área da gastronomia. A programação foi variada, com aulas, degustações, shows musicais, exposições, humor e encerrada com uma farofada na frente da Igreja da Matriz. (mais…)

  • Atenção: Este post foi escrito em 2014. A estrada já foi reconstruída no trecho da serra e atualmente é uma boa opção para ir para Paraty.

    Veja um post mais recente em http://www.paraty.com.br/blog/a-situacao-da-estrada-paraty-cunha-em-abril-de-2016/

    A estrada que liga Paraty/RJ a Cunha/SP está em obras.

    O trecho de serra, de aproximadamente 10 Km, não é asfaltado. Apesar disto, muitos aparelhos de GPS indicam este caminho para quem quer chegar a Paraty, vindo de São Paulo ou de Minas Gerais. Até mesmo o aplicativo WAZE, que é a cada dia mais utilizado, indica este caminho. Isto é muito preocupante, pois a situação atual da estrada ainda é muito ruim.

    (mais…)

  • Autor: José Alaercio Zamuner enviada para o portal Paraty.com.br

    Aconteceu no Bamburral. Época da Copa do Mundo, muita confusão, gente estranha vindo pra região, hotéis, Oscar Inn Eco Resort lotados de estrangeiros de toda qualidade,  helicópteros rasgando o céu, barulhão danado; até infernal… Pane!

    (mais…)

  •  

    Site Paraty.com.br - 18 anos
    Site Paraty.com.br – 18 anos

    Tudo começou no dia 18 de fevereiro de 1996. A internet aberta ainda iniciava suas atividades no Brasil. Era carnaval e a cidade sofria muito com as chuvas. As estradas ficaram bloqueadas por quedas de barreiras e os turistas tinham dificuldade em obter informações de como chegar à cidade.

    (mais…)

  • Para você que está programando sua ida para Paraty e quer saber como é a descida da serra de Ubatuba, postamos um vídeo em um dia tranquilo e sem movimento.
    Repare que as curvas são muito acentuadas, mas o asfalto é bom e bem sinalizado.
    Para descer, deixe o carro engatado em uma marcha reduzida e evite ficar pisando o tempo todo no freio, pois isto pode causar um aquecimento excessivo no sistema.
    Se você sentir que o freio está baixando, pare em uma das áreas de acostamento e deixe o freio esfriar antes de prosseguir a viagem.
    Vá com cautela e boa viagem!

     

  • Imagem de trecho de terra da Serra que liga Paraty a Cunha, tirada no ano de 2000, quando a estrada, apesar de estreita, ainda apresentava condições de tráfego
  • Atenção: Este post foi escrito em 2013. A estrada já foi reconstruída no trecho da serra e atualmente é uma boa opção para ir para Paraty.

    Veja um post mais recente em http://www.paraty.com.br/blog/a-situacao-da-estrada-paraty-cunha-em-abril-de-2016/

     

     

    Você está de saída para Paraty e está confiante com relação ao caminho, pois possui um aparelho de GPS?

    Então preste bastante atenção a este aviso: Escolha o melhor caminho para Paraty antes de iniciar a viagem!

    Não confie no aparelho de GPS. Alguns destes aparelhos estão orientando os motoristas a seguirem pela rodovia que liga Guaratinguetá a Paraty, porém esta estrada encontra-se em estado muito precário, intransitável para automóveis comuns no trecho de serra, também conhecido como Paraty-Cunha.

    Placa que indica início do trecho intransitável da serra de Paraty-Cunha, de terra,
    Placa indicativa de trecho intransitável – Originalmente publicada em www.diariodovale.uol.com.br

    Este trecho, de cerca de 10 km, ainda não foi asfaltado e foi duramente atingido por uma tromba d’água ocorrida no início de 2010. Várias encostas desmoronaram e grandes pedras ficaram no leito da estrada tornando a viagem muito perigosa – Especialmente no período noturno ou sob neblina. Recebi relatos de viajantes incautos que inadvertidamente foram levados a este caminho e demoraram até 5 horas para percorrer este trecho de 10km!

    Além disto, não há um aviso adequado alertando os motoristas sobre o perigo à frente!

    Se você possui Jeep ou veículo 4×4 e muito espírito de aventura pode até optar por este caminho, (mais…)