Este ano teremos a 12ª edição da FLIP, Festa literária Internacional de Paraty.

 

Flip 2014 - Cartaz da 12ª Festa Literária Internacional de Paraty
Flip 2014 – Cartaz da 12ª Festa Literária Internacional de Paraty

 

Em todos esses anos, a FLIP vem se consagrando e hoje é considerada o evento literário mais importante da América Latina, inseriu o Brasil no calendário internacional dos principais festivais literários e tornou-se uma vitrine da cultura brasileira para o mundo.

Flip 2003 e 2004 - Cartaz da 1ª Festa Literária Internacional de Paraty
Flip 2003 e 2004 – Cartaz da 1ª Festa Literária Internacional de Paraty

 

 

Mas não é só isso… A FLIP se estende através das atividades que realiza nas escolas da região, através da biblioteca Casa Azul; através do trabalho que realiza com jovens e adolescentes que trabalham durante todo o ano para apresentar nesses dias as suas criações audiovisuais.

 

 

 

 

 

 

Flip 2003 e 2004 - Cartaz da 1ª Festa Literária Internacional de Paraty
Flip 2005 e 2006 – Cartaz da 3ª e 4ª edições da Festa Literária Internacional de Paraty

 

A cada ano, desde sua primeira edição em 2003, a FLIP apresenta novidades. Eventos paralelos são cada vez mais frequentes, com debates que circulam entre literatura, história, cinema, jornalismo, religião, meio ambiente, quadrinhos e religião.

De lá para cá não só a FLIP mudou… Novos espaços paralelos à programação principal foram criados e hoje contamos com a presença do SESC (desde 2012), com uma programação cultural de alto nível, a Casa Folha (desde 2011), que traz sempre debates interessantíssimos com os colunistas do jornal, entre outros.

 

 

Com a proximidade da FLIP 2014, resolvemos trazer aqui um resumo do que tem sido a  Festa Literária de Paraty. Faça essa viagem conosco!

 

Flip 2007 - Cartaz da 5ª Festa Literária Internacional de Paraty
Flip 2007 – Cartaz da 5ª Festa Literária Internacional de Paraty

 

A HISTÓRIA DA FLIP

Sérgio Rodrigues fala, em seu blog Todoprosa (http://veja.abril.com.br/blog/todoprosa/antologia/flip-ano-10-uma-retrospectiva-pessoal/ ), apesar de não ter participado da primeiríssima edição da FLIP, em 2003: Se você está indo à Flip pela primeira vez, talvez não saiba que quando ela nasceu, em 2003, a graça era sentar no banco da praça ao lado do Julian Barnes e puxar um papo de papagaio. Eu não estava lá, o que até hoje lamento de modo amargo. Contam que a caipirinha de Maria Izabel jorrava em fontes, as pousadas estavam repletas de vagas e as plateias contavam-se em dezenas, todo mundo confortavelmente abrigado na intimidade de um auditório de província…

 

 

Aquela primeira Flip, tão pré-historicamente romântica que até o site oficial do evento a trata como capítulo à parte…

 

 

 

 

Flip 2008 - Cartaz da 6ª Festa Literária Internacional de Paraty
Flip 2008 – Cartaz da 6ª Festa Literária Internacional de Paraty

 

Bom, essa primeira edição da FLIP resultou do esforço de um inglesa, Liz Calder, que prestou ao Brasil uma das maiores provas de amor de que é capaz uma mulher: apaixonada, usou todo o seu prestígio para trazer para nosso país o conceito de festival literário, comum já na Europa e nos Estados Unidos, mas desconhecido por aqui.

Abraçada ao seu sonho, acreditando que a cultura liberta, Liz Calder, com a ajuda de uns poucos loucos visionários, construiu em 2003 a 1ª Festa Literária Internacional de Paraty (Flip), entre 31 de julho e 3 de agosto, um evento que, queiram ou não, já faz parte do calendário cultural internacional.

Eric Hobsbawn estava entre esses loucos visionários. Aliás, manteve-se louco e visionário. Podia ser visto caminhando sozinho pelo calçamento irregular de Paraty, que visitava pela segunda vez; foi flagrado em conversas bem-humoradas com cozinheiros e copeiros, após o café da manhã, na pousada onde estava hospedado.

Para quem menospreza a cultura brasileira, a Flip foi o contraponto. Quem imaginava, em maio (ou mesmo em junho) deste ano, que pessoas iriam se deslocar até Paraty para assistir aos escritores lendo seus textos e ainda pagar por isso? (por LUIZ RUFFATO, para o jornal da USP, ano XVIII, n.653)

 

 

As imagens que inserimos no texto são cartazes que trazem as propostas visuais de cada uma das edições do evento . O material foi tirado do blog da Flipzona (http://flipzona.wordpress.com/2014/05/02/colecao-de-cartazes-faz-a-historia-visual-da-flip/ ).

 

Flip 2009 - Cartaz da 7ª Festa Literária Internacional de Paraty
Flip 2009 – Cartaz da 7ª Festa Literária Internacional de Paraty
Flip 2010 - Cartaz da 8ª Festa Literária Internacional de Paraty
Flip 2010 – Cartaz da 8ª Festa Literária Internacional de Paraty
Flip 2011 - Cartaz da 9ª Festa Literária Internacional de Paraty
Flip 2011 – Cartaz da 9ª Festa Literária Internacional de Paraty

 

Flip 2012- Cartaz da 10ª Festa Literária Internacional de Paraty
Flip 2012 – Cartaz da 10ª Festa Literária Internacional de Paraty
Flip 2013 - Cartaz da 11ª Festa Literária Internacional de Paraty
Flip 2013 – Cartaz da 11ª Festa Literária Internacional de Paraty

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Para conferir a programação e todas as notícias da FLIP 2014, acesse o site: http://www.paraty.com.br/flip/

 

Ah… Só para lembrar: Você pode receber as notícias sobre Paraty se cadastrando no site ou  curtindo nossa página no facebook  ou ainda via  twitter.

 


Analista de SEO é minha profissão. Motociclista por opção... Você também vai encontrar meus textos nos seguintes blogs: www.pwi.com.br (textos sobre divulgação de sites e sistemas desenvolvidos na PWI) www.andarilhar.com (textos sobre viagens de moto e turismo sustentável)

Deixe um comentário




*