• O Projeto:

    “Criança é Vida” comemora 15 anos com oficinas e exposições que celebram a cidadania e diversidade. As oficinas estão previstas em quatro cidades ao longo de abril e maio e utilizarão fotografias bordadas, instalações feitas com material descartado, produção de gravuras com temáticas do cotidiano e fotogramas extraídos a partir de uma grande câmara escura. Estes são alguns dos resultados esperados das oficinas que marcam os 15 anos de atuação do Instituto Criança é Vida, instituição que em 2011 beneficiou mais de 36 mil crianças e pais por meio de programas em 345 instituições de São Paulo, Rio de Janeiro, Santos, Paraty e outras sete cidades brasileiras.

    Enquanto os programas desenvolvidos pelo “Instituto Criança é Vida” trabalham questões como educação para a saúde, prevenção à violência contra a criança e ao uso de drogas, o ponto de partida das oficinas é a utilização da arte como ferramenta capaz não apenas de fortalecer o autoconhecimento e a autoestima, mas primordialmente, “de transformar e recriar o universo em que vivem estas famílias”, segundo o fotógrafo Marcello Vitorino, autor do projeto “Criança é Vida 15 anos”, ao lado da jornalista Nilva Bianco.

    A Oficina em Ponta Negra – Paraty:

    Em Paraty, a oficina será desenvolvida nos dias 17, 18 e 19 de abril e 03, 04 e 05 de maio,  com o objetivo de construir um parque para as crianças da comunidade local de Ponta Negra com material de refugo de construções, restos da mata, atendendo a um pedido das próprias crianças.

    A comunidade que tem cerca de 200 pessoas, estima-se, tem a metade da sua população composta por crianças. Acessível apenas por barco ou percorrendo uma trilha de cinco horas e localizada dentro da Área de Preservação Ambiental do Cairuçu, entre a mata e o mar, Ponta Negra é composta por cerca de 40 famílias que ainda vivem essencialmente da pesca, sem energia elétrica ou outras facilidades. Habituado a criar instalações e espaços a partir de elementos como objetos descartados, Rodrigo Bueno vai criar um espaço permanente de convivência na pequena vila, que ao mesmo tempo reflita o modo de vida dos caiçaras e valorize seus saberes. O artista então está começando a sua oficina agora e deverá termina-la no início de maio

    Quem é Rodrigo Bueno?

    O artista Rodrigo Bueno é idealizador do Ateliê Mata Adentro, um galpão no bairro paulistano da Lapa onde se articulam diversos processos criativos. O ateliê recupera resíduos da cidade e os transformam em ambientes, encontros, pinturas e jardins. Já realizou exposições individuais e participou de coletivas como o 10º Salão de Arte Contemporânea do Estado de São Paulo (2002), entre outras.

    Mais informações:

    Inês Martins -Tikun Comunicação

    Telefone: (011) 3031-5573 / (011) 8331 8269