• Imagem da FLIP 2012 mostrando a tenda dos autores e muita gente passeando ao lado, na avenida Beira-Rio
  • Fique Ligado!!

    Começa no dia 10 de junho, às 10h da manhã, a venda de ingressos para a Flip 2013, realizada pela Ingresso Rápido via internet (www.ingressorapido.com.br), por telefone (4003-1212) e nos pontos de venda credenciados (confira abaixo os pontos sem taxa de conveniência).  Durante a Flip, a venda será efetuada apenas na bilheteria oficial da Flip em Paraty.

    Preços 
    Conferência de abertura e mesas literárias 
    Tenda dos autores
    R$46
    Tenda do telão
    R$12
    Show de abertura 
    Tenda do telão
    R$46 (cadeira)
    R$ 22 (pista)
    Como comprar:
    1. Internet
    2. Telefone
    4003-1212 (número nacional)
    Horário de atendimento: de segunda a sábado, das 9h às 22h; domingos e feriados das 12h às 18h (no dia 10 de junho, a venda começa às 10h)
  • 9h30 às 10h – FLIPINHA – Mediação de leitura
    Local: Tenda da Flipinha

    10h às 11h – FLIPINHA – Histórias Fabulosas – Teatro de bonecos
    Themis Corrêa e companhia
    Local: Tenda da Flipinha

    10h – 11h – OUTROS -Contação de Histórias
    Local: Casa SESC – Rua do Comércio

    10h – 11h – OUTROS – Só Dez Porcento É Mentira
    Local: Casa SESC – Rua do Comércio

    10h – FLIP – Mesa 15 Vidas em verso: Jackie Kay e Fabrício Carpinejar
    Mediação João Paulo Cuenca
    Local: Tenda dos Autores

    11h às 11h30 – FLIPINHA – Homenagem a Carlos Drummond de Andrade – Teatro de fantoches
    Instituto Terra e Mar – Corumbê
    Local: Tenda da Flipinha

    11h – FLIPZONA – Bate-papo com jovens
    Surf e Skate – jovens de Paraty

    12h – CASA DA CULTURA – Noites de cinema: Daquele instante em diante (Evento gratuito)
    O filme de Rogerio Velloso mostra a vida e a trajetória do músico Itamar Assumpção
    Local: Tenda do Telão

    11h30 às 12h – FLIPINHA – Capoeira
    Local: Tenda da Flipinha

    11h45 – FLIP – Mesa 16 A imaginação engajada: Rubens Figueiredo e Francisco Dantas
    Mediação João Cezar de Castro Rocha
    Local: Tenda dos Autores

    12h às 13h – FLIPINHA – Mediação de leitura
    Local: Tenda da Flipinha

    13h às 14h – FLIPINHA – Histórias Fabulosas – Teatro de bonecos
    Themis Corrêa e companhia
    Local: Tenda da Flipinha

    13h – 14h – OUTROS – Cortejo dos Orixás com Cia. de Mystérios e Novidades. Cortejo de rua sobre perna-de-pau que apresenta os Orixás
    Local: Casa SESC – Rua do Comércio

     13h30 – FLIPZONA – Exibição de fotos
    Alunos da APAE
    14h às 15h – FLIPINHA Entrega Prêmio Plante de Literatura
    Escola Plante
    Local: Tenda da Flipinha

    14h30 – FLIP – Mesa 17 Drummond – o poeta presente: Armando Freitas Filho (em vídeo), Eucanaã Ferraz e Carlito Azevedo
    Mediação Flávio Moura
    Local: Tenda dos Autores

    15h às 15h30 – FLIPINHA – Premiação da 7ª Regata INP Flipinha
    Local: Tenda da Flipinha

    15h – FLIPZONA – Encerramento
    Curto Curtas
    jovens da Flipzona  

    15h30 às 16h30 – FLIPINHA – Apresentação final equipe Flipinha
    Participação especial de Vinícius dos Santos Gonçalves
    Local: Tenda da Flipinha

    16h30 – FLIP – Mesa 18 Entre fronteiras: Gary Shteyngart e Hanif Kureishi
    Mediação Ángel Gurría-Quintana
    Local: Tenda dos Autores

    16h30 – FLIPZONA – Hora da Estrela
    Palco aberto para jovens de Paraty
    Local: Casa da Cultura

    17h30 – FLIP 10 ANOS – Ciranda na Flipinha
    Sete Unidos
    Local: Tenda da Flipinha

    18h15 – FLIP – Mesa 19 Livro de cabeceira
    Autores convidados da Flip 2012 leem e comentam trechos de seus livros favoritos.
    Local: Tenda dos Autores

    21h – FLIP 10 ANOS – Festa de encerramento
    Luís Perequê e Ciranda Elétrica com poeta Flávio Araújo
    Local: Tenda do Telão

  • Em um belíssimo casarão histórico, localizado no Largo Santa Rita, cartão postal da cidade, estará funcionando a prtir do próximo ano a unidade SESC Paraty.

    Durante a FLIP, o SESC montou a casa com a exposição fotográfica O Brasil Passa Pelo SESC. Depois da FLIP, a casa fechará para reforma e e-abrirá no início do próximo com uma programação de shows, exposições e cursos, com a qualidade típica do SESC.

    Boa notícia para Paraty! Seja bem-vindo SESC!

  • Esta é outra programação especial feita pela nossa equipe. Veja todos os lançamentos que vão acontecer na FLIP, Casa da Cultura, Off FLIP e Casas Parceiras:

    DIA 05/07/2102 – QUINTA-FEIRA

    18h30 – OFF FLIP – Pocket Show e Lançamento do livro Caligrafias de Natalia Barros (voz e poemas), com Tuco Freire (contrabaixo) e Alê Prade (teclado e violão).
    Local: Casa Clube dos Autores – Rua do Comércio, 149 – Centro Histórico.

    16h – OFF FLIP – Nadir Wilden autografa seu livro Relicário de Amor
    Local: Restaurante O Café – Largo da Matriz s/n, ao lado da Igreja Matriz, Centro Histórico.

    17h – OFF FLIP – Lançamento do livro Forró o encontro das melodias da alma e ritmos do coração, de Agnes Lutterbach
    Local: Casa do Fogo – Rua Comendador José Luis, 390, Centro Histórico

    18h – FLIP 10 ANOS – Cultura e identidade – Lançamento de livros e conversa com autores
    Livro: Iêda Marques: lembranceiras, imaginário e realidade. Autora: Iêda Marques
    Local: Flipzona

    19h – 21h – OUTROS – Lançamento da biografia de Edino Krieger, de Ermelinda A. Paz
    Local: Casa SESC – Rua do Comércio

    20h30 – OUTROS – Lançamento do número 11 da revista do Instituto Moreira Salles.
    Local: Casa do IMS – Rua do Comércio, 13 – Centro Histórico, Paraty 

    20h30 – OUTROS – Drummond:  Lançamento do DVD “Consideração do poema.” Com show do trio composto por Mariana Bernardes (voz, cavaquinho e percussão), Marcelo Caldi (voz e sanfona) e Bilinho Teixeira (violão) que irá tocar músicas de Luiz Gonzaga.
    Local: Casa do IMS – Rua do Comércio, 13 – Centro Histórico, Paraty 
    DIA 06/07/2102 – SEXTA-FEIRA

    14h – OFF FLIP – Lançamento do livro Delícias de Paraty, da jornalista Gislana Peçanha, com Café Caiçara organizado pelo Movimento da Gastronomia Sustentável de Paraty.
    Local: Mercado de Pescador – Praça da Bandeira, próximo ao cais, Centro Histórico

    OFF FLIP – Café Literário
    17h30 – Sarau de lançamento da coletânea de poemas Amar, verbo atemporal (com a presença da organizadora Celina Portocarrero e de alguns autores);
    18h30 – Sessão de autógrafos e coquetel
    Local: Silo Cultural – Rua Dr. Samuel Costa, 12, em frente à Casa da Cultura, Centro Histórico.

    18 às 20h – OFF FLIP – Lançamento de livros da Editora Patuá. Com os autores Juliana Bernardo, Barbara Leite, Polyana de Almeida Ramos, Vlado Lima, Cesar Veneziani, Elisa Andrade Buzzo, Eduardo Lacerda, Charles Marlon, Reynaldo Bessa, Flavio Aquistapace. Mediação de Leo Gonçalves.
    Local: Camoka Botequim – Praça da Bandeira, próximo ao cais, Centro Histórico

    19h – OFF FLIP – Lançamento do Livro Culturas de Fibra, organizado por Patrícia Solari e Roque Gonzalez, da Associação Nhandeva.
    Local: Espaço Nhandeva – Rua da Matriz, s/n., Centro Histórico

    OFF FLIP – Conversa de Botequim
    22h – Sessão de autógrafos e coquetel.
    Local: Casa Clube de Autores – Rua do Comércio, 149, Centro Histórico

    19h30 – OFF FLIP – Lançamento do livro de Carlito Lima, com degustação de cachaças da terra, leitura e sessão de autógrafos.
    Local: Empório da Cachaça – Rua Dr. Samuel Costa, 22, Centro Histórico

    20h – 21h – OUTROS – Lançamento da revista Palavra
    Local: Casa SESC – Rua do Comércio

    20h30 – OUTROS – Drummond:  Lançamento do DVD “Consideração do poema.” Com show do trio composto por Mariana Bernardes (voz, cavaquinho e percussão), Marcelo Caldi (voz e sanfona) e Bilinho Teixeira (violão) que irá tocar músicas de Luiz Gonzaga.
    Local: Casa do IMS – Rua do Comércio, 13 – Centro Histórico, Paraty 

    DIA 07/07/2102 – SÁBADO

    16h – 17h – OUTROS – Lançamento | 19ª edição da revista Sinais Sociais
    Local: Casa SESC – Largo Santa Rita

    16h – OFF FLIP – Lançamento do livro Navio Negreiro e coletiva de autógrafos da literatura negra
    Local: Camoka Botequim – Praça da Bandeira, s/n, próximo ao cais, Centro Histórico

    18h – OFF FLIP – Lançamento dos quadrinhos Mitologias vol.1, Quadrinhópole #09 e Ensaio do vazio, com degustação de cachaças e autógrafos com os autores: Luiz Augusto, Ulisses Teixeira, Leonardo Melo e Carlos Henrique Schroeder
    Local: Empório da Cachaça – Rua Dr. Samuel Costa, 22, Centro Histórico

    OFF FLIP – Prêmios Literários na CASA SESC
    18h – Sarau com os vencedores do Prêmio OFF FLIP de Literatura.
    19h – Bate-papo com os vencedores do Prêmio SESC de Literatura.
    20h – Autógrafos e coquetel com os vencedores do Prêmio SESC de Literatura e lançamento da coletânea do Prêmio OFF FLIP.
    Local: Casa Sesc – Rua do Comércio, 298, Centro Histórico

    20h30 – OUTROS – Drummond:  Lançamento do DVD “Consideração do poema.” Com show do trio composto por Mariana Bernardes (voz, cavaquinho e percussão), Marcelo Caldi (voz e sanfona) e Bilinho Teixeira (violão) que irá tocar músicas de Luiz Gonzaga.
    Local: Casa do IMS – Rua do Comércio, 13 – Centro Histórico, Paraty

  • A programação entre os dias 04 e 08 de julho é muito intensa. Nossa equipe quer te ajudar a não perder nada do que vai acontecer. Por isso, separamos algumas programações especiais.

    Veja uma lista com todos os shows que acontecerão em Paraty e curta muito!

    DIA 04/07/2012 – QUARTA-FEIRA – INÍCIO DA FLIP

    21h – FLIP – Show de Abertura
    Ciranda de Tarituba, Lenine.
    Local: Tenda dos Autores

    DIA 05/07/2012 – QUINTA-FEIRA

    18h – FLIP 10 ANOS – Cirandas na Flipinha – Programação especial com grupos de cirandeiros de Paraty – Os Coroas – Cirandeiros
    Local: Tenda da Flipinha

    20h30 – OUTROS – Drummond:  Lançamento do DVD “Consideração do poema.” Com show do trio composto por Mariana Bernardes (voz, cavaquinho e percussão), Marcelo Caldi (voz e sanfona) e Bilinho Teixeira (violão) que irá tocar músicas de Luiz Gonzaga.
    Local: Casa do IMS – Rua do Comércio, 13 – Centro Histórico, Paraty 

    21h – FLIP 10 ANOS – Noites de Paraty – Apresentação de músicos de Paraty
    Chama Mar
    Local: Tenda da Flipinha

    21h – 22h – OUTROS – Duo Ferragutti e Kramer | Sonora Brasil – Show
    Local: Casa SESC – Rua do Comércio

    22h – OFF FLIP – Show Os Coroas Cirandeiros. Apresentação do grupo mais antigo de Paraty
    Local: Silo Cultural – Rua Dr. Samuel Costa, 12, em frente à Casa da Cultura, Centro Histórico.

    DIA 06/07/2102 – SEXTA-FEIRA

    14h – 15h – OUTROS – BeBossa Kids – Espetáculo musical para crianças
    Local: Casa SESC – Rua do Comércio

    14h – FLIP 10 ANOS – Arte na Praça
    Os Caiçaras – Cirandeiros
    Amigos da Cultura – Grupo de Danças Populares
    Local: Praça da Matriz

    18h – FLIP 10 ANOS – Ciranda na Flipinha
    Grupo da Trindade
    Local: Tenda da Flipinha

    20h30 – OUTROS – Drummond:  Lançamento do DVD “Consideração do poema.” Com show do trio composto por Mariana Bernardes (voz, cavaquinho e percussão), Marcelo Caldi (voz e sanfona) e Bilinho Teixeira (violão) que irá tocar músicas de Luiz Gonzaga.
    Local: Casa do IMS – Rua do Comércio, 13 – Centro Histórico, Paraty 

    21h – FLIP 10 ANOS – Noites de Paraty
    Nethy e convidados
    Local: Tenda da Flipinha

    22h – OFF FLIP – Show Ciranda Os Sete Unidos
    Local: Silo Cultural – Rua Dr. Samuel Costa, 12, em frente à Casa da Cultura, Centro Histórico.

    DIA 07/07/2012 – SÁBADO

    10h às 12h- FLIPINHA – Programa Rádio Maluca – Programa ao vivo
    Participação especial Luis Perequê canta para Almir Tã
    Rádio Nacional – Rádio MEC
    Local: Tenda da Flipinha
    20h30 – OFF FLIP – Cantoria no Silo Cultural
    Em uma boa roda de viola, Luís Perequê convida Amauri Falabella e Daniela Lasalvia
    Local: Silo Cultural – Rua Dr. Samuel Costa, 12, em frente à Casa da Cultura, Centro Histórico.

    20h30 – OUTROS – Drummond:  Lançamento do DVD “Consideração do poema.” Com show do trio composto por Mariana Bernardes (voz, cavaquinho e percussão), Marcelo Caldi (voz e sanfona) e Bilinho Teixeira (violão) que irá tocar músicas de Luiz Gonzaga.
    Local: Casa do IMS – Rua do Comércio, 13 – Centro Histórico, Paraty 

    21h – 23h – OUTROS – Truvinca e grupo | Sonora Brasil – Show
    Local: Casa SESC – Rua do Comércio

    21h – FLIP 10 ANOS – Noites de Paraty
    Felipe Guaraná e o Grupo Trevo de Sete Folhas
    Local: Tenda da Flipinha
    22h – OFF FLIP – Show Ciranda Os Caiçaras
    Local: Silo Cultural – Rua Dr. Samuel Costa, 12, em frente à Casa da Cultura, Centro Histórico.
    DIA 08/07/2102 – DOMINGO – FINAL DA FLIP

    17h30 – FLIP 10 ANOS – Ciranda na Flipinha
    Sete Unidos
    Local: Tenda da Flipinha

    21h – FLIP 10 ANOS – Festa de encerramento
    Luís Perequê e Ciranda Elétrica com poeta Flávio Araújo
    Local: Tenda do Telão

  • A FLIP começou como uma verdadeira festa. ÀS 17h a Banda Santa Cecília e os bonecões dos Assombrosos do Morro saíram pelas ruas do Centro Histórico anunciando o começo da 10a. Edição da FLIP. Veja como foi

    Às  19h começou a Abertura da FLIP com a palestra do Luis Fernando Veríssimo (FLIP, 10 anos) e a Conferência de Abertura sobre Drummond com Silviano Santiago e Antônio Cícero. Veja como foi.

    ÀS 21h começou o Show com a Ciranda de Tarituba e o Lenine.   Veja como foi.

    Acompanhe pelo site, pelo blog e pelas mídias sociais, nossa equipe estará postando fotos, notícias, dicas e comentários ao longo do evento.

  • Visando facilitar a organização dos internautas e para que todos possam aproveitar ao máximo todos os eventos que acontecem na e durante a FLIP 2012, fizemos um guia completo, produzido com exclusividade por nossa equipe. 

    Baixe aqui uma programação completa com todos os eventos, momento a momento.

  • A FLIP sempre vai muito além do que a programação oficial das mesas com os escritores (o que já é uma programação extensa).

    Entre os dias 04 e 08 de julho de 2012 acontecem:

    . FLIP 2012

    . A FLIPINHA, que é a programação voltada para as crianças

    . A FlipZona, que é a programação voltada para os jovens

    . Programação da Casa da Cultura, que oferece uma programação complementar com debates, teatro, lançamentos, filmes, etc.

    . A OFF FLIP, que é a programação voltada para o estímulo e divulgação da cultura local

    . Outros, onde se destacam as programações das Casas de editoras e instituições culturais. Dentre elas, temos a Casa Folha, a Casa do Instituto Moreira Salles, Casa SESCCasa da Liberdade, etc.   

    Acompanhe no site www.paraty.com.br/flip todas as notícias sobre a FLIP. Durante o evento teremos uma equipe que fará a cobertura completa e publicará diariamente fotos, informações e comentários.

  • Estão abertas até 30 de abril de 2012 as inscrições para a sétima edição do Prêmio OFF FLIP de Literatura.

    Podem participar autores de qualquer nacionalidade residentes no Brasil, brasileiros que residem no exterior e autores de países lusófonos. O Prêmio oferecerá aos vencedores premiação em dinheiro, além de estadia em Paraty, ingressos para mesas de debate da FLIP e cota de livros da editora Record.

    Os 30 textos finalistas serão publicados em coletânea pelo Selo OFF FLIP. A premiação será durante a OFF FLIP, que acontecerá entre 4 e 8 de julho paralelamente à Festa Literária Internacional de Paraty.

    As inscrições serão feitas pelo correio e o regulamento com todas as informações pode ser lido no site do Prêmio: www.premio-offflip.net

    Este ano não haverá uma categoria específica para autores residentes em Paraty. Os autores locais que estiveram entre os vencedores das edições anteriores do Prêmio serão convidados a enviar obras para serem publicadas pelo Selo Off Flip. Os organizadores entendem que o Prêmio OFF FLIP cumpriu a sua missão de identificar autores locais e agora pretendem estimular de maneira ainda mais expressiva a produção literária local publicando obras individuais desses autores.

  • Começam as vendas de ingressos para a FLIP 2011, amanhã, dia 06/06/2011 a partir das 10 h.

    Saiba mais em: www.paraty.com.br/flip

  • Quatro dias no paraíso. Não, não é o nome do último e mais badalado filme, nem título de romance água com açúcar. Quatro dias no paraíso é estar em Paraty, para a FLIP, Festa Internacional do Livro. O título “Festa” é elegante, digno e irrepreensível. A Festa é festa de fato. Pedaço do Éden. Parcela de enlevo. Gente culta, inteligente, disciplinada e ecologicamente moderna, do Brasil e do mundo, concentrada sobre delimitado e instável calçamento de 400 anos. Não há papel sujo sobre o chão, nem papel impresso no lixo. Lixo é lixo e gente é racional. Frenesi formiguejando cultura.

    O caminho das pedras é o melhor caminho. É preciso explicar. Ali as ruas são cobertas de pedras não polidas ou desbastadas. Tais pedras são portuguesas. Ruas e ruas feitas de lastro. Bem como o caminho que levava ao ouro das Minas Gerais. Lastro é toda carga que dá equilíbrio a um navio, era fardo que, colocado no fundo porão das galeras portuguesas, evitava que o navio afundasse por estar vazio. Lastro é estabilidade. Tudo a ver com o financeiro… Os antigos navios à vela deixavam-nos pesadas e grandes rochas e levavam-nos, também pesadamente, o ouro. Navios chegando em lastro: pétreos. Navios partindo em fausto: áureos. Numismaticidades. Estável para Portugual, instável para o Brasil. Como a vida, como os amores, como os humores, como as marés.

    Só não para os índios, antes dos portugueses, antes de nós, quando os Guaianás iam à Paraty atrás das suas praias consideradas medicinais. Para eles, Paraíso, até a chegada do europeu; para nós, Paratyso, em quatro FLIP dias.

    Em todos os outros dias, pelas ruas de Paraty pés de portuguesinhas vestidas em rodadas saias coloniais se abrasileirariam no constante resvalar do ir e vir sobre pedras abauladamente desiguais, artística e ordenadamente aplicadas sobre antigas ruas de areia, que se afundaram ao sabor de render-se a pesos e a passos. Cariocas hoje, nesses todos os outros dias.

    Mas, nos tais citados quatro FLIP dias, se caminhar em Paraty exige arte e equilíbrio, o conviver mundial ali não exige esforço algum. Somos, além do que somos, todos etólogos, etnólogos, ecólogos e por vezes, enólogos. Por que não? É nos barezinhos e restaurantes de drinques e refeições próximas dos manás divinos, nas calçadas com carroças e doces típicos em tabuleiros, nas praças de alimentos de consumo mais imediato, que anoitece ou amanhece a hora de os apreciadores de iguarias dividirem as suas impressões literárias e artísticas. Mas são artistas os cozinheiros, os bartenders, os graçons, como os músicos, os escritores, os editores, os escultores, os pintores, os literatos consumidores ou vendedores de literatura. Confraternizam em toda esquina, em cada mesa, em qualquer praça, homens e mulheres que se sentem em casa, porque todos têm uma única e real vontade: um mundo.

    Não só um mundo melhor, nem um mundo só mais pensado, mais rico, ou sem toda a maldade, ou com nem mesmo uma doença. Mas um mundo facilmente administrável porque se acabariam, ou controlariam-se, ânsias e ganâncias. O poder, que desaguaria em cargos drogas pragas pregos crucificações, finado.

    Paraty é, então, toda arte de respeitar o que vive e respira, tudo o que se pode conhecer e ensinar, toda vontade de expurgo, não dos perfeitos, mas dos lavados, autocorrigidos, apurados, ou em processo de… Não bastasse, tudo acontece em centro histórico lindamente preservado.

    Paraty, noventa e seis horas. Cidade em que houve, há, vontade. Vontade de quem fez, de quem faz, de quem lá está e parte, e, quando parte, já quer voltar. Paraty da deferência e querença, da escusa e absolvição, do sorriso de “que bom que estou aqui e você também”, da compreensão e constatação do “não há no Brasil, nas Américas, no Mundo apenas um ou dois de nós”. Que bom.

    Ainda que por curtos quatro, mas intensos, dias descortinaram-se palestras divertidas, risíveis, lúcidas (muito lúcidas) e interessantes. Dias em que se descobriram escritores, representando iranianos (o povo), judeus (o povo), americanos (o povo), indianos (o povo), brasileiros (o povo) e muitos outros (os povos), apesar das incontáveis diferenças, a querer apenas uma única e mesma coisa: “arte, porque a vida não basta” (Ferreira Gullar, 07/08/2010 – Paraty).

    Autora: Cecilia Ferreira, jornalista, membro da Academia Araçatubense de Letras, autora de (entre outros) Vinhos (poemas), editora, pós-graduada em Comunicação e Linguagem.

    Crônica publicada na Folha da Região (Araçatuba), dia 12/08/10

  • Quarta-feira, 04 de Agosto

    19h – Abertura

    Casa-grande e Senzala: um livro perene
    Fernando Henrique Cardoso
    Debatedor: Luiz Felipe de Alencastro

    21h30 – Show de abertura

    Edu Lobo
    Renata Rosa
    Com Marcelo Jeneci e Quarteto de Cordas da Academia da Osesp
    Direção artística: Arthur Nestrovski

    Quinta-feira, 05 de Agosto

    10h – Mesa 1

    Ao correr da pena
    Bertthold Zilly
    Moacyr Scliar
    Ricardo Benzaquen
    Edson Nery da Fonseca
    Mediação: Ángel Gurría-Quintana

    12h – Mesa 2

    De frente pro crime
    Patrícia Melo
    Lionel Shriver

    15h – Mesa 3

    Fábulas Contemporâneas
    Reinaldo Moraes
    Ronaldo Coreia de Brito
    Beatriz Bracher
    Mediação: Cristiane Costa

    17h15 – Mesa 4

    Veias abertas
    Isabel Allende
    Mediação: Humberto Werneck

    19h30 – Mesa 5

    O livro: capítulo 1
    Peter Burke
    Robert Darnton
    Mediação: Lilia Schwarcz

    Sexta-feira, 06 de Agosto

    10h – Mesa 6

    O livro: capítulo 2
    Robert Darnton
    John Makinson
    Mediação: Cristiane Costa

    12h – Mesa 7

    Além da Casa-grande
    Alberto Costa e Silva
    Maria Lúcia Pallares-Burke
    Ângela Alonso
    Mediação: Lilia Schwarcz

    15h – Mesa 8

    Chá pós-colonial
    William Boyd
    Pauline Melville
    Mediação: Ángel Gurría-Quintana

    17h15 – Mesa 9

    Promessas de um velho mundo
    A.B. Yehoshua
    Azar Nafisi
    Mediação: Moacyr Scliar

    19h30 – Mesa 10

    Em nome do filho
    Salman Rushdie

    Sábado, 07 de Agosto

    10h – Mesa 11

    Andar com fé
    Terry Eagleton
    Mediação: Silio Boccanera

    12h – Mesa 12

    Albany, Nova York e outras aldeias
    Colum McCann
    William Kennedy
    Mediação: Ángel Gurría-Quintana

    15h – Leitura
    Alguma Poesia
    Chacal
    Antônio Cícero
    Ferreira Gullar
    Eucanaã Ferraz

    17h15 – Mesa 13

    Gullar, 80
    Ferreira Gullar
    Mediação: Samuel Titan Jr.

    19h30 – Mesa 14

    A origem do universo
    Robert Crumb
    Gilbert Shelton
    Mediação: Sergio Dávila

    21h45 – Filme

    José & Pilar

    Domingo, 08 de Agosto

    9h30 – Mesa Zé Kléber

    Paraty: passando o futuro a limpo
    Victor Zveibil
    Ana Carla Fonseca Reis
    Luís Perequê

    11h45 – Mesa 16

    Gilberto Freyre e o século 21
    José de Souza Martins
    Peter Burke
    Hermano Vianna

    14h30 – Mesa 17

    Cartas, diários e outras subversões
    Wendy Guerra
    Carola Saavedra
    Mediação: João Paulo Cuenca

    16h30 – Mesa 18

    Nacional, estrangeiro
    Benjamin Moser
    Berthold Zilly

    18h15 – Mesa 19

    Livro de cabeceira
    Convidados da Flip lêem trechos de seus livros prediletos

    Para saber a programação completa, resumos dos temas das mesas, localização das tendas etc, acesse www.paraty.com.br/flip

  • Dia 04 de agosto, às 21h30 acontecerá o show de abertura com Edu Lobo, Renata Rosa, Marcelo Jeneci e Quarteto de Cordas da Academia da Osesp, com Direção artística: Arthur Nestrovski.

    Os shows da FLIP sempre são de alta qualidade. Já passaram pelo seu palco Caetano Veloso, Paulinho da Viola, Maria Bethânia, João Donato e outros. No ano passado foi a vez de Adriana Calcanhoto.

    Os ingressos sempre acabam rapidinho. Mas, não se preocupe! A tenda da Matriz é aberta é dá para assistir ao show, do lado de fora, sem problemas.

2 de 212