Paraty - Versão em português Paraty - English version

PARATY TURISMO
E ECOLOGIA

FLIP 2019 - Festa Literária Internacional de Paraty

Casa IMS 2019

  • 11/07/2019 - 10h00 às 21h00 - Casa IMS 2019
    Sertões: luz e trevas

    Sertões, luz e trevas é uma exposição que traz imagens de Maureen Bisilliat (1931) que compõem a publicação homônima. As fotografias foram produzidas entre 1967 e 1972 em viagens pelos estados do Ceará, de Alagoas e da Bahia, e dialogam com o texto de Os sertões, de Euclides da Cunha. A mostra traz também imagens de outros sertões, homenagens da fotógrafa aos escritores Guimarães Rosa e Ariano Suassuna, que, segundo ela, formam com Euclides da Cunha “o triângulo literário, místico, telúrico, mítico e sertanejo”.

  • 11/07/2019 - 15h00 às 16h00 - Casa IMS 2019
    Brasil, de conflito em conflito

    Conversa entre as historiadoras Heloisa Starling e Angela Alonso, com mediação de Heloisa Espada.

  • 11/07/2019 - 17h00 às 18h30 - Casa IMS 2019
    Visões de Canudos

    Conversa entre Jorge Coli e Hélio de Seixas Guimarães, com mediação de Guilherme Freitas, em parceria com a Imprensa Oficial.
    A mesa trará testemunhos que contribuirão com novos elementos à compreensão de Canudos —”nossa guerra por excelência, a guerra brasileira que não acaba nunca”, como resumiu Antonio Callado. Hélio de Seixas Guimarães comentará as crônicas de Olavo Bilac e Machado de Assis, escritas no calor da hora (1894-1897), divergentes, irônicas e contraditórias entre si, que antecedem a interpretação de Euclides da Cunha em Os sertões (1902).
    Jorge Coli, tradutor de Os sertões para o francês com Antoine Seel, tarefa que teve a duração de cinco anos, examinará em Euclides a inteligência da escrita e a das mãos, a mostrar que a escrita é quem conduz a interpretação, evidenciando que esse grande livro não é fiel às ideias que restam enclausuradas na cabeça do autor, e sim, à escrita que lhe brota das mãos. Mostrará seu caráter épico que advém da precisão da palavra, a qual revela a estreiteza e falsidade dos pressupostos teóricos, das certezas convencidas, das verdades proclamadas.

  • 11/07/2019 - 19h00 às 20h00 - Casa IMS 2019
    Feminismos negros

    Conversa com a artista portuguesa Grada Kilomba com mediação de Stephanie Borges. O encontro é gratuito, aberto ao público e sujeito à lotação do espaço.

  • 12/07/2019 - 10h00 às 21h00 - Casa IMS 2019
    Sertões: luz e trevas

    Sertões, luz e trevas é uma exposição que traz imagens de Maureen Bisilliat (1931) que compõem a publicação homônima. As fotografias foram produzidas entre 1967 e 1972 em viagens pelos estados do Ceará, de Alagoas e da Bahia, e dialogam com o texto de Os sertões, de Euclides da Cunha. A mostra traz também imagens de outros sertões, homenagens da fotógrafa aos escritores Guimarães Rosa e Ariano Suassuna, que, segundo ela, formam com Euclides da Cunha “o triângulo literário, místico, telúrico, mítico e sertanejo”.

  • 12/07/2019 - 15h00 às 16h00 - Casa IMS 2019
    Sobre o autoritarismo

    Conversa sobre o autoritarismo, tema de seu último livro, com a historiadora Lilia Schwarcz. A mediação é de Paulo Roberto Pires, editor da revista serrote.

  • 12/07/2019 - 17h00 às 18h00 - Casa IMS 2019
    Criador e criatura: o repórter e seu personagem

    Criador e criatura: o repórter e seu personagem é uma conversa com o jornalista Chico Felitti, autor do livro Ricardo e Vânia (Todavia), sobre a relação com as fontes que se transformam em personagens dos livros. Felitti prepara agora um livro sobre João de Deus. A mediação é do editor Flavio Moura.

  • 12/07/2019 - 19h00 às 21h00 - Casa IMS 2019
    Luto caos e criação

    Luto, caos e criação consiste em uma conversa com Maureen Bisilliat sobre seu diário do luto escrito logo após a morte de seu marido, e também sobre memória e processo de criação, com mediação de Marilia Scalzo.
    A conversa será seguida pelo lançamento com sessão de autófragos do livro Sertões, luz & trevas, de Maureen Bisilliat.
    “Um mundo real e mítico, onde homem e natureza se confundem num único ímpeto gerador.” É dessa forma que Maureen Bisilliat (1931) descreve os lugares que registrou em Sertões, luz & trevas. Lançado em 1982, o livro ganha nova edição organizada pelo IMS com posfácios de Miguel Del Castillo e Walnice Nogueira Galvão.

  • 13/07/2019 - 10h00 às 21h00 - Casa IMS 2019
    Sertões: luz e trevas

    Sertões, luz e trevas é uma exposição que traz imagens de Maureen Bisilliat (1931) que compõem a publicação homônima. As fotografias foram produzidas entre 1967 e 1972 em viagens pelos estados do Ceará, de Alagoas e da Bahia, e dialogam com o texto de Os sertões, de Euclides da Cunha. A mostra traz também imagens de outros sertões, homenagens da fotógrafa aos escritores Guimarães Rosa e Ariano Suassuna, que, segundo ela, formam com Euclides da Cunha “o triângulo literário, místico, telúrico, mítico e sertanejo”.

  • 13/07/2019 - 12h00 às 12h45 - Casa IMS 2019
    Maria vai com as outras: Sheila Heti

    Gravação de episódio especial do podcast Maria vai com as outras com a escritora canadense Sheila Heti, produzido pela Rádio Novelo para a revista piauí e apresentado por Branca Vianna, com tradução simultânea.

  • 13/07/2019 - 15h00 às 15h45 - Casa IMS 2019
    Maria vai com as outras: Kristen Roupenian

    Gravação de episódio especial do podcast Maria vai com as outras, com a escritora norte-americana Kristen Roupenian, produzido pela Rádio Novelo para a revista Piauí e apresentado por Branca Vianna, com tradução simultânea.

  • 13/07/2019 - 17h00 às 18h00 - Casa IMS 2019
    Diante do fim do mundo

    Conversa entre o líder indígena, ambientalista e escritor Ailton Krenak e a antropóloga e professora do Museu Nacional da UFRJ Aparecida Vilaça, com mediação do editor Ricardo Teperman.

  • 13/07/2019 - 19h00 às 21h00 - Casa IMS 2019
    O ritmo descoloniza a língua + lançamento serrote #32

    O ritmo descoloniza a língua consiste em uma conversa com o escritor e músico angolano Kalaf Epalanga, com mediação de João Fernandes, novo diretor artístico do IMS. Seguida pelo lançamento da revista serrote #32. Nova edição da revista quadrimestral do Instituto Moreira Salles e de sua edição especial para a Flip, a serrote #32 1/2, que tem distribuição gratuita durante a Festa.

  • 14/07/2019 - 10h00 às 10h45 - Casa IMS 2019
    A terra é redonda: Stuart Firestein

    Gravação de episódio especial do podcast A terra é redonda com o professor e pesquisador norte-americano Stuart Firestein, produzido pela Rádio Novelo para a revista Piauí e apresentado pelo repórter Bernardo Esteves, com tradução simultânea.

  • 14/07/2019 - 10h00 às 16h00 - Casa IMS 2019
    Sertões: luz e trevas

    Sertões, luz e trevas é uma exposição que traz imagens de Maureen Bisilliat (1931) que compõem a publicação homônima. As fotografias foram produzidas entre 1967 e 1972 em viagens pelos estados do Ceará, de Alagoas e da Bahia, e dialogam com o texto de Os sertões, de Euclides da Cunha. A mostra traz também imagens de outros sertões, homenagens da fotógrafa aos escritores Guimarães Rosa e Ariano Suassuna, que, segundo ela, formam com Euclides da Cunha “o triângulo literário, místico, telúrico, mítico e sertanejo”.

  • 14/07/2019 - 12h00 às 12h45 - Casa IMS 2019
    A terra é redonda: David Wallace-Wells

    Gravação de episódio especial do podcast A terra é redonda com o jornalista norte-americano David Wallace-Wells, produzido pela Rádio Novelo para a revista piauí e apresentado pelo repórter Bernardo Esteves, com tradução simultânea.

<< Voltar


Termos mais procurados

Copyright © 1996 - Paraty Turismo e Ecologia Criação do site: PWI WebStudio