Paraty - Versão em português Paraty - English version
Baixe o Aplicativo de Paraty

PARATY TURISMO E ECOLOGIA

FLIP 2014 - Festa Literária Internacional de Paraty
19h30 - Mesa 15: Da arquibancada à passeata, espetáculo e utopia
(06/07/2013)

19h30 - Mesa 15: Da arquibancada à passeata, espetáculo e utopia

T.J. Clark, Tales Ab'Saber e Vladimir Safatle
Com:  T.J. Clark, Tales Ab'Saber e Vladimir Safatle

Mediação: Mario Sergio Conti
Esta mesa vem substituir a mesa 15 (“Encontro com Michel Houellebecq”).

Vídeo de abertura: Crônica de Graciliano Ramos lida pela Profa. Vilma Pádua.

Temas tratados nesta mesa:  As manifestações de rua cobram do Estado, um padrão FIFA, no tratamento dado aos serviços oferecidos aos cidadãos brasileiros: escola de qualidade, hospitais e atenção à saúde, transportes públicos e tempo de lazer.

T J Clark apresenta questões da história da cultura, que representam reivindicações acumuladas de um eleitorado clamoroso, cansado de sua imagem no outdoor. Os elevados gastos com a Copa, o globo em forma de bola de futebol, a campanha ufanista com jogadores representados como super-heróis.  É preciso chamar o compromisso do Estado em relação aos cidadãos. O momento é de dúvida sobre a visão de mundo, que o poder está produzindo. Houve projeção de fotos dos participantes, quando integrantes da passeata avançaram  sobre o edifício de Niemeyer, Congresso Nacional.

Vladimir Safatle comenta que ninguém deve temer o povo. Estamos vivendo a volta da política às ruas. Há um novo eixo de conflito nesse  novo grupo de reivindicações.  Durante anos, o Brasil esteve valorizando uma relação de consórcio do PT e do PSDB, cujos articuladores mostraram-se  particularmente interessados na burguesia nacional. Há agora um novo eixo de conflito.

A pauta fundamental é: há uma séria consciência, cada vez mais clara, do esgotamento das bases da democracia parlamentar. Entramos numa crise de representação: as pessoas deste país não se veem mais representadas na dinâmica da política institucional eleita. Nós queremos um novo ciclo de combate à desigualdade econômica e à corrupção.

Diagnóstico das manifestações: onde foi que a máquina falsificada da nossa democracia falhou?

Esses jovens articuladores das manifestações trabalham num presente absoluto, não respeitam PSOL, PSTU;  nenhuma bandeira, nem a UNE e estão nas ruas para
apresentar uma leitura das contradições da sociedade de classe.

Ações possíveis: Convocar a consciência social a respeito da possibilidade de termos o direito a transporte de qualidade.

Alerta de TJ Clark: O Estado se alimenta do espetáculo desses "alimentos falsos de alegria" como a Copa do Mundo, em 2014, mecanismo hábil para  ignorar as
reivindicações populares.

Safatle continua: ações políticas ocorrem como explosões de sintomas: a tarifa de transporte mais cara do mundo está identificada como o 3o. maior gasto da família brasileira. Por que não usar o IPTU dos ricos para a reforma tributária? A luta tem que ser ampla, geral, irrestrita, por uma política de virtude decente.

Tales Ab' saber, psicanalista, discute questões no meio de provocações intensas e  verdadeiras, a partir do modelo lulista de poder. Ele aponta crise da administração da imagem política. Lula criou um conceito erótico, calcado na imagem de “Lula”. Há uma gestão de poder veiculada pela imagem, vazia de sentido, na realidade vivida pelos brasileiros.
A situação atual:  movimento dos movimentos. Há uma dinâmica em que um movimento se desdobra do outro, em progressão geométrica, com previsão de amplos prolongamentos. Um pequeno grupo de militantes fez uma avaliação teórica dos pontos de tensão do movimento, como Passe Livre, iniciado em 2005. Há 8 anos esse movimento apresenta reclamações contra o aumento da tarifa dos transportes. É um movimento organizado por 40 pessoas que mobilizou milhares de brasileiros.

Safatle aponta que 27% dos salários é descontado para o imposto de renda.
"- Como é que o banqueiro, empresário paga a mesma porcentagem que eu?" Algo está errado! É preciso taxar impostos sobre rendas.

Há grandes possibilidades de comunicação no momento: o gesto virtual pode ter a força de mobilização, pela internet e pelos celulares, de milhares de cidadãos. Há uma conclamação da informação, com meteórica velocidade de circulação pelos potenciais da democracia, via internet e celulares.

Todos estão a dizer ao governo: BASTA!







TEXTO: Profa. Gloria Cordovani

Galeria de Fotos

Clique nas imagens para ampliá-las
Para solicitar imagens em alta resolução envie um email para webmaster@paraty.com.br

  • flip 2013
    Mesa 15 Foto: Ricardo Gaspar
  • flip 2013
    Mesa 15 Foto: Ricardo Gaspar
  • flip 2013
    Mesa 15 Foto: Ricardo Gaspar
  • flip 2013
    Mesa 15 Foto: Ricardo Gaspar
  • flip 2013
    Mesa 15 Foto: Ricardo Gaspar
  • flip 2013
    Mesa 15 Foto: Ricardo Gaspar
  • flip 2013
    Mesa 15 Foto: Ricardo Gaspar
  • flip 2013
    Mesa 15 Foto: Ricardo Gaspar
  • flip 2013
    Mesa 15 Foto: Ricardo Gaspar
Ver todas as notícias da FLIP
<< Voltar

Termos mais procurados

Copyright © 1996-2011 - Paraty Turismo e Ecologia Criação do site: PWI