Paraty - Versão em português Paraty - English version

PARATY TURISMO
E ECOLOGIA

FLIP 2017 - Festa Literária Internacional de Paraty
Museu da Lingua Portuguesa na FLIP
(16/07/2017)

Museu da Lingua Portuguesa na FLIP

Programação especial na Casa da Cultura

Programação do Museu da Língua Portuguesa na 15ª edição da Festa Literária leva para a Casa da Cultura de Paraty exposição inspirada na experiência-símbolo do Museu, mesas de debate, oficina e apresentações artísticas
 
O Museu da Língua Portuguesa leva para a 15ª edição da Festa Literária Internacional de Paraty (Flip) programação especial com exposição, rodas de conversa, oficina literária e apresentações artísticas. As atividades serão realizadas na Casa de Cultura, no centro histórico de Paraty, e são gratuitas e abertas ao público em geral.
  
Praça da Língua
No Salão Nobre da Casa da Cultura de Paraty, uma instalação audiovisual vai recriar a experiência-símbolo do Museu: a Praça da Língua, espécie de “planetário do idioma” que homenageia a língua escrita, falada e cantada, em um espetáculo de som e luz.  A experiência recupera extratos do áudio original do Museu, criada com curadoria de Arthur Nestrovski e José Miguel Wisnik. São trechos clássicos da poesia, prosa e música produzidas em língua portuguesa e interpretados por nomes como Maria Bethânia e Matheus Nachtergaele. A exposição também vai mostrar os avanços na restauração do museu, atingido por um incêndio em dezembro de 2015.

A mesa de abertura da exposição “Praça da Língua” será realizada na sexta-feira, 28 de julho, às 11h. Batizada com um verso de Fernando Pessoa, “Que o mar unisse, já não separasse”, contará com convidados como o editor e livreiro português José Pinho, que transformou a cidade portuguesa de Óbidos em vila literária; a editora da Revista Pessoa, Ana Elisa Ribeiro; a tradutora literária australiana Alison Entrekin, radicada no Brasil; e a jornalista Luciana Araujo Marques. A mediação será do professor da Sorbonne Leonardo Tônus, idealizador do evento Printemps Littéraire, maior evento de divulgação da língua portuguesa na Europa. Também estarão presentes no evento a secretária da Cultura de Paraty, Cristina Maseda; o secretário geral da Fundação Roberto Marinho, Hugo Barreto; e o diretor-presidente da empresa portuguesa EDP, Miguel Setas.  A exposição fica aberta até dia 27 de agosto.
 
Diálogos, oficinas, música e dança
Literatura, língua portuguesa, as identidades na comunidade lusófona e a cultura da região de Paraty se unem na programação do Museu da Língua Portuguesa na Flip. A programação literária, com mesas-redondas e oficina, será realizada em parceria com a Revista Pessoa - publicação voltada para a produção literária de língua portuguesa - com autores, editores, jornalistas e livreiro brasileiros e portugueses.
Na quinta-feira, 27, a oficina “Ortografia também é gente” vai trabalhar a palavra, seus usos e sentidos na era digital, no salão nobre da Casa da Cultura. Na sexta, 28, têm início as mesas-redondas, com a abertura da exposição. Às 13h30, a mesa “Sentir é criar” revisita o “sensacionismo”: movimento criado por Fernando Pessoa, para debater a “análise intelectual do sentimento” e o enfrentamento de questões como o ódio e o medo. Na oportunidade, haverá intervenção de leitura performática da obra de Fernando Pessoa e dos autores convidados (Maria Esther Maciel, Bruna Beber, Ricardo Aleixo e António Carlos Cortez), com mediação do editor da Revista Época, João Gabriel de Lima.
 
A cultura de Paraty também é presença marcante na programação artística, que acontecerá no pátio da Casa da Cultura, com o Jongo do Quilombo do Campinho da Independência (28); o grupo de ciranda Os Caiçaras (29); o movimento Esquina do Rap, que promove a cultura hip hop na cidade; e o Coral Indígena Guarani da Aldeia Itaxi (30), formado por crianças.
 
Sobre o Museu da Língua Portuguesa
O Museu da Língua está sendo reconstruído, em São Paulo, após o incêndio que o atingiu em dezembro de 2015. Estão em curso, atualmente, as obras de restauro da fachada e esquadrias.A inauguração está prevista para 2019. Seu acervo, o patrimônio imaterial da língua, continua sendo celebrado por meio de atividades como as da Flip e as realizadas em maio de 2017 no saguão da Estação da Luz, em São Paulo, para a celebração do Dia Internacional da Língua Portuguesa. Em 10 anos de funcionamento na Estação da Luz, em São Paulo, o Museu recebeu cerca de 4 milhões de visitantes (319 mil destes em ações educativas). Primeiro do mundo totalmente dedicado a um idioma, trouxe ao país um novo conceito museográfico, que alia tecnologia e educação. Com uma narrativa audiovisual e ambientes imersivos, permitiu aos visitantes descobrir novos aspectos do idioma, elemento fundador da cultura do país.

O Museu da Língua Portuguesa é uma iniciativa do Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Estado da Cultura, concebido e realizado em parceria com a Fundação Roberto Marinho. Tem como patrocinador máster a EDP, como patrocinadores o Grupo Globo e o Grupo Itaú e o apoio do Governo Federal, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura. O IDBrasil é a organização social responsável pela gestão do Museu.


FONTE:http://www.museudalinguaportuguesa.org.br/?p=954
Ver todas as notícias da FLIP
<< Voltar

Termos mais procurados

Copyright © 1996 - Paraty Turismo e Ecologia Criação do site: PWI WebStudio