Paraty - Versão em português Paraty - English version
Baixe o Aplicativo de Paraty

PARATY TURISMO E ECOLOGIA

Golfinhos em Paraty

Como agir no caso de:

Golfinho Comum

Golfinho Comum
Família:
Delphinidae

Nome específico:
Delphinus delphis (Linnaeus, 1758)

Nome comum:
Golfinho-comum, common dolphin

Distribuição:
Águas tropicais e temperadas de todos os oceanos, inclusive em mares interiores, como o Mediterrâneo (o que o transformou no golfinho representado na mitologia grega), o Mar Vermelho e o Mar Negro. É encontrado tanto em águas costeiras como em oceânicas, principalmente em regiões onde o relevo de fundo é bem acidentado. É comum a presença desta espécie próximo a borda da plataforma continental. Usualmente encontrado em locais onde a temperatura da superfície da água é de 10º a 28ºC. No Brasil, ocorre desde o Rio Grande do Sul até o Nordeste.

Peso, medidas e características:
Podem atingir até 2,4 m de comprimento. Corpo delgado e elegante. Bico fino. É um dos cetáceos mais coloridos e belos. O dorso é escuro, e o ventre claro. Nas laterais do corpo, abaixo da nadadeira dorsal, forma-se um V escuro típico da espécie. Na frente do V, entre a nadadeira peitoral e o bico, costuma haver uma mancha amarela. Na lateral posterior do corpo, entre o V e a cauda, existe uma mancha cinza. A região em volta dos olhos e a ponta superior do rostro ("bico") costumam ser negras, mas, visto de frente, o rostro pode ter a ponta branca. Muitas vezes a nadadeira dorsal possui uma mancha clara no centro, em ambos os lados. Adultos pesam entre 70 a 110 Kg. A nadadeira dorsal é alta, triangular ou ligeiramente falcada. As nadadeiras peitorais são curvas e pontudas, proporcionais ao tamanho do corpo. Possui de 80 a 120 pares de dentes pequenos e afiados. A taxonomia do golfinho-comum é muito complicada pois existem grandes variações. Pesquisas na Califórnia e no México tem revelado a existência de duas formas distintas : a do bico longo (D. capensis) e a do bico curto (D. delphis) . Entre as duas formas existem diferenças físicas e comportamentais. Pesquisas recentes baseadas em estudos morfológicos e genéticos sugerem a existência de duas espécies distintas. No Brasil, há evidências da ocorrência das duas espécies.

Como nascem e quanto vivem:
Maturidade sexual das fêmeas com cerca de 1,6m e dos machos com 1,7m. A gestação dura de 10 a 11 meses. Filhotes nascem com cerca de 0,8 a 0,9 m. A amamentação dura pelo menos 14 meses. O intervalo entre as crias é de dois a três anos. Pode viver mais de 20 anos.

Comportamento e hábitos:
Forma grandes grupos constituídos por animais de ambos os sexos e todas as classes de idade, mas também pode haver alguma segregação sexual. Em regiões profundas, os grupos podem ter centenas ou até milhares de animais. Em regiões costeiras o tamanho de grupo varia entre 10 a 500 indivíduos. Esta espécie apresenta fortes vínculos sociais. Pode formar grupos mistos com outros cetáceos. São ágeis, velozes e acrobatas. Saltam e nadam na proa de embarcações, além de "surfarem" nas ondas. As vocalizações incluem vários estalos e assobios. Sabe-se que o golfinho-comum pode mergulhar até 280 m, ficando submerso por cerca de oito minutos.

Alimentação:
Peixes e lulas. Aparentemente, as populações de golfinhos-comuns podem realizar grandes deslocamentos (de até mais de 1000 Km) em busca de alimento.

Cativeiro:
Esta espécie já foi mantida em cativeiro em vários locais. No entanto, seu treinamento é extremamente difícil pois o golfinho-comum demonstra ser muito tímido (ao contrário do que ocorre na natureza) e sensível a qualquer perturbação em cativeiro.

Inimigos Naturais:
As orcas (Orcinus orca) e os grandes tubarões (Família Carcharhinidae)

Ameaças:
Capturas acidentais em redes de pesca, capturas intencionais, poluição dos oceanos e distúrbios humanos são as principais ameaças a que estão sujeitos. Os maiores massacres provavelmente já sofridos por esta espécie ocorreram no Mar Negro, quando as companhias de pesca russas e turcas capturavam deliberadamente mais de 100 mil animais por ano. Com o passar do tempo, esta população foi declinando e a captura foi diminuindo, até que os dois países interromperam a caça em 1988.

Status:
Encontra-se citado na categoria Dados Deficientes (IUCN, 1996). Os estoques dos mares Negro, Mediterrâneo e Pacífico Leste Tropical são considerados Em Risco.
<< Voltar

Termos mais procurados

Copyright © 1996-2011 - Paraty Turismo e Ecologia Criação do site: PWI