Paraty - Versão em português Paraty - English version
Baixe o Aplicativo de Paraty

PARATY TURISMO E ECOLOGIA

Casa da Cultura festeja a cultura paratiense
(23/12/2013)

Casa da Cultura festeja a cultura paratiense

Dia 27 a Casa inaugura 3 exposições

Nesta próxima sexta-feira (27), a Casa inaugura três novas exposições: "Natalino Silva: Máscaras e Cores", "Povos de Paraty" e "Paraty das Festas"

Após breve fechamento para obras estruturais e de manutenção, a Casa da Cultura reabre ao público nesta sexta-feira, 27 de dezembro, com o lançamento de três novas exposições próprias que festejam e homenageiam a cultura paratiense e seus artistas locais.

E para coroar essa abertura na sexta-feira, o bloco carnavalesco Arrastão do Jabaquara fará apresentação especial a partir das 20 horas, tocando marchinhas tradicionais e sambas.

Natalino Silva, Máscaras e Cores
(Sala Dona Geralda - de 27 de dezembro a 10 de março)

Grande mestre da arte de confeccionar máscaras de papel machê, Natalino Silva faleceu esse ano, deixando à Paraty uma grande obra que começou a construir ainda menino, quando criou suas primeiras máscaras coloridas para brincar o carnaval.

A partir das máscaras, Natalino passou a fazer carros alegóricos e adereços para a tradicional escola de samba, Vila de Paraty. Suas cores vibrantes e formas cheias de personalidade logo lhe garantiram notoriedade e alguns compradores ilustres de suas obras, como Ney Matogrosso, Paulo Autran e Maria Della Costa.

Natalino, que era também proprietário de uma farmácia, passou alguns anos sem produzir sua arte, dedicando-se ao trabalho como comerciante. Depois da aposentadoria, voltou a confeccionar máscaras e entregou-se intensamente ao trabalho artístico, que poderá ser visto por todos nesta exposição inédita que homenageia um dos maiores mestres da cultura popular de Paraty.

Paraty das Festas
(Salão Nobre - de 27 de dezembro a 10 de fevereiro)

A exposição "Paraty das Festas" traz as cortinas bordadas com desenhos do artista plástico, Julio Paraty, que integrou a exposição de inauguração da obra de restauro da Casa da Cultura, realizada pela Fundação Roberto Marinho, com idealização da cenógrafa e produtora teatral, Bia Lessa.
Para narrar as festas mais importantes e tradicionais da cidade, como o Divino, as cortinas foram bordadas cuidadosamente seguindo os traços de Julio Paraty. Com cores vibrantes e muita criatividade, os bordados são uma relíquia da cultura paratiense. As cortinas fazem parte do acervo permanente da Casa da Cultura.

Povos de Paraty
(Sala Natalino Silva - de 27 de dezembro a 31 de março)

A cultura caiçara está presente no cotidiano de Paraty. Seja através da pesca, da culinária ou do artesanato, o povo caiçara enraizou seus hábitos, costumes e todo o imaginário poético da vida costeira na cultura paratiense. Essa instalação com os elementos da cultura caiçara integra a série "Povos de Paraty", que teve como abertura a exposição de trabalhos dos indígenas de Paraty Mirim.  

Mistura de indígenas, negros e brancos, o caiçara é um importante representante da miscigenação que forma a cultura brasileira. E em Paraty ainda é possível visitar comunidades tradicionais de caiçaras, como na praia do Sono, Ponta Negra, Pouso, Cajaíba, Saco das Enchovas, Joatinga, Martim de Sá e Cairuçu.

Com curadoria e montagem de Fernando Fernandes, Patrícia Gibrail e Renata Rosa, a exposição traz aos visitantes um pouco do clima desse povo tão importante para a identidade brasileira e para a cultura local.

<< Voltar

Termos mais procurados

Copyright © 1996-2011 - Paraty Turismo e Ecologia Criação do site: PWI