Paraty - Versão em português Paraty - English version

PARATY TURISMO
E ECOLOGIA

Casa da Cultura
(08/06/2018)

Casa da Cultura

Exposições de junho/2018
Sala Natalino Silva
Exposição "Divino Chico" sobre o escultor, restaurador e músico Francisco Costa, abre neste quinta, dia 10, na Casa da Cultura
Segundo Mário de Andrade, "artista que não seja bom artesão, não é que não possa ser artista; simplesmente, ele não é artista bom. E desde que vá se tornando verdadeiramente artista, é por que concomitantemente está se tornando artesão”.
Assim começamos a falar de José Francisco Costa um artista /artesão que confirma com seu trabalho ser o artesanato pertencente a um mundo anterior à separação entre o útil e o belo. Seu nome artístico, “Chico Divino”, ao contrário do que se diz por aí , foi forjado por ele mesmo, para seu curso de teatro ,no final dos anos 80, para o qual se inscreveu “para se aperfeiçoar”.

Salão Nobre
Exposição Gente Daqui, exposição fotográfica exibe 40 retratos na moldura do fotógrafo Giancarlo Mecarelli. A exposição exibe 40 retratos de paratienses envoltos em uma moldura dourada de 1850. A ideia do fotógrafo Giancarlo Mecarelli foi inspirada no costume dos antigos pintores, que retratavam pessoas em seus ateliês, numa época em que a fotografia sequer existia. "A moldura cria contraste e enobrece o retrato", diz Mecarelli. As primeiras fotos foram feitas com moradores dos bairros da Ilha das Cobras e Parque da Mangueira, para uma uma das mostras do Paraty em Foco.

Sala Samuel Costa
Exposição "Universo Paralelo", de Tatiana Cipoli
Inspirada nas bonecas de papel ilustradas por Tom Tierney, a série denominada “Universo Paralelo” retoma uma antiga brincadeira de criança mas agora, objetivando um trabalho de composição visual através da colagem. Um trabalho sério, mas que não deixou de ser uma deliciosa brincadeira com a criação de personagens oníricos que trazem consigo a alegria e a delicadeza de um tempo feliz. Uma das vencedoras da convocatória 2018, Tatiana Cipoli desenvolve seu trabalho através da "criação, destruição e reconstrução" da imagem, seja ela através do desenho, pintura ou colagem. Sua inspiração principal vem das próprias inquietações e ciclos de transformação da vida.

Sala Dona Geralda

Exposição "Desenhos", de Ramonn Vietez
Até o momento, o público só conhecia as pinturas de Ramonn Vieitez. Telas com cores, contextos, óleo, pop, guache, aquarela, melancolia, violência, beleza, florestas, cidades pichadas, rapazes com máscaras, facas, folhas de ouro, paredes pretas... Vida contemporânea, informação. Uma chave criativa virou e essa é a primeira vez que o artista expõe seus desenhos. Lápis negro sobre papel. Mais nada. E foi exatamente para dar um respiro dos pincéis, que Ramonn começou a experimentar com o lápis.

Café Cultural

Como eu vejo a luz de Guido Nietmann e Roberta Pisco
É impossível falar de fotografia sem pensar em luz. “Escrever com a luz” é a mais pura e simples definição dessa arte.
“Como eu vejo a luz” apresenta o olhar apurado de seis jovens fotógrafos que embarcaram nessa busca incansável para entender a luz e aprender a desenhar com ela. As imagens produzidas por Ísis Verdelone, Julia Angelotti, Lohan Mathias, Luara E.A, Lucas Torres e Mat nos remetem a um universo quase onírico e desafiam o nosso olhar a perceber as sutilezas entre as formas e as cores, as luzes e as sombras. O resultado final é esse deleite para os olhos e para alma. Todas as fotografias foram feitas com celular, provando que um bom fotógrafo não depende de uma grande câmera, mas sim de seu olhar apurado para a luz.


Casa da Cultura de Paraty Câmara Torres
R. Dona Geralda, 149 - Centro Histórico de Paraty
Tel: 24 3371-2325
Horário de funcionamento: Terça a sábado: das 10 às 22h. Domingos: das 10 às 16h
Entrada Franca

<< Voltar


Termos mais procurados

Copyright © 1996 - Paraty Turismo e Ecologia Criação do site: PWI WebStudio