Paraty - Versão em português Paraty - English version

PARATY TURISMO
E ECOLOGIA

(15/07/2005)

Paraty celebra festa de Santa Rita

De 15 a 24 de julho

A tradicional festa de Santa Rita de Cássia de Paraty está marcada para acontecer entre os dias 15 e 24 de julho, na igreja que leva o nome da santa. Com o apoio da Prefeitura Municipal de Paraty e da Secretaria de Turismo e Cultura, o evento religioso está com uma programação extensa que inclui procissões, missas, celebrações, ladainhas, shows musicais, ciranda, entre outras atrações.

Organizada pela Paróquia de Nossa Senhora dos Remédios, a festa, esse ano, terá como tema “Santa Rita, exemplo de adoração ao Santíssimo Sacramento”. O evento tem atraído tantos adeptos que passou a fazer parte do calendário oficial da cidade. A população de Paraty e os visitantes estão convidados a participar de mais esse grande evento. Vale ressaltar que barracas com comidas típicas estarão expostas durante a festa.

Segundo foi divulgado, equipes de liturgia e grupos de animações da cidade participarão das celebrações em louvor a Santa Rita de Cássia. Durante o evento, será realizada a campanha do quilo.

 

A IGREJA

 

A igreja de Santa Rita, fundada sob o título de Menino Deus, Santa Rita e Santa Quitéria pelos “homens pardos libertos do distrito”, data de 30 de junho de 1722, sendo Vigário na época o padre Manoel Braz Cordeiro. De acordo com historiadores, a festa de Santa Rita é comemorada desde a inauguração da Igreja.

A igreja, com sua respectiva Irmandade, cuja construção foi iniciada na mesma década da igreja de São Benedito, reunia as cores pardas de Paraty “tanto na vida quanto na morte”: em vida, nas cerimônias religiosas; na morte, pelo direito de se enterrar no cemitério da Irmandade, em forma de catacumbas, existente até hoje ao lado da igreja.

Em termos de arquitetura religiosa, a igreja de Santa Rita, construída num largo defronte à baía de Paraty, sendo avistada ao longe por quem se aproxima do cais da cidade, constitui o mais belo exemplo de barroco no município. O trabalho em madeira nas portas, de ferro nas sacadas do coro, o apuro na cantaria, a talha dos altares laterais, enfim, em tudo ela é a mais valiosa de todas. Não foi à toa que a igreja de Santa Rita acabou se tornando o cartão postal da cidade.

Assim como o próprio templo, a Irmandade de Santa Rita era rica em objetos de prata, ornamentos, alfaias, apólices e “mais pertences” – conforme se verifica no Livro de Inventário da Venerável Irmandade da Gloriosa Santa Rita, datado de 10 de abril de 19

<< Voltar
Copyright © 1996 - Paraty Turismo e Ecologia Criação do site: PWI WebStudio