Paraty - Versão em português Paraty - English version

PARATY TURISMO
E ECOLOGIA

(08/09/2018)

Circuito de Exposições e Intervenções PEF 2018

O Paraty em Foco conta com um Circuito Gratuito de Exposições e Intervenções espalhadas pela cidade, tendo como polos a Praça da Matriz e a Casa da Cultura. Confira abaixo as atividades que fazem parte do circuito.


Convocatória Portfólio em Foco 2018

Exposição externa de maior destaque no Festival, reúne 20 trabalhos finalistas na Convocatória PEF2018, sendo 10 Ensaios e 10 Fotos Únicas. Um amplo panorama de tendências e de trabalhos emergentes. Este ano, a Convocatória PEF teve 920 inscritos, de diversas partes do Brasil e do Mundo. Participam da exposição os fotógrafos Ana Palacios, Beto Skeff, Constanza Portnoy, Eric Gomes, Gisele Martins, Hesíodo Góes, Javier Alvarez, João Barim e Tamara Barim, José Roberto Bassul, Julián Rovagnati, Juliana Sant’Anna, Leandro Salles, Luciano Díaz, Luisa Medeiros, Maria Gutierrez, Maurício Scerni, Murilo Rafael, Renan Branco e Robério Braga.
Local: Quadra da Praça da Matriz. De 19 a 23 de Setembro.


A João Guimarães Rosa - Maureen Bisilliat

Montada na lateral da exposição da Convocatória Portfólio em Foco, a exposição da Homenageada do ano no PEF2018, Maureen Bisilliat, traz imagens em grande formato da série “A João Guimarães Rosa”, realizada na década de 1960, em viagens nas quais ela refez os passos do grande escritor mineiro, ao recolher histórias para a confecção de “Grande Sertão: Veredas”. Parte significativa da obra de Maureen Bisilliat se desenvolveu a partir desse diálogo com a literatura. A mostra tem patrocínio do Instituto Moreira Salles (IMS).
Local: Lateral da Praça da Matriz. De 19 a 23 de Setembro.


Brasileiros - Araquém Alcântara

Grande documentarista da biodiversidade e da cultura brasileiras, Araquém Alcântara comemora 50 anos de fotografia no Paraty em Foco 2018. O festival preparou uma exposição externa com 18 fotografias da série Brasileiros. O fascínio causado por essas imagens em preto e branco está na capacidade de plasmar a cultura: interação entre o elemento humano e seu ambiente. É a cultura que permite construir, mas ela tem também seu aspecto predatório. Quando mais a “civilização” avança sobre a natureza aumentam os riscos de danos irreparáveis. Araquém sabe retratar como poucos essa dicotomia. A exposição tem o patrocínio do Sesc Paraty.
Local: Estacionamento do ITAE, no fundo da Praça da Matriz. De 19 a 23 de Setembro.


NEW: Novos Talentos da Fotografia Holandesa (2012-2018)

Tendo como referência o tema do Paraty em Foco este ano, “Fotografia: Utopia / Distopia”, Erik Vroons, Editor da revista GUP, fez uma seleção de 15 Novos Talentos da Fotografia Holandesa. Todos eles figuraram nas páginas da série NEW, formada por catálogos publicados anualmente com os 100 melhores fotógrafos emergentes do ano na Holanda. Reunidos em um vasto panorama, os artistas selecionados dão uma amostra da alta qualidade técnica, da variedade de abordagens e de experimentações na fotografia praticada pelos holandeses atualmente. Artistas participantes: Bas de Jager - Bastiaan Woudt - Diederick Bulstra - Jean Luc Truijens - Jose Pasmans - Justine Tjallinks - Laura Hospes - Lizette Schaap - Marianne Ingleby - Marinka Grondel - Paul Cupido - Peggy Kuiper - Ramazan Barlas - Sander Troelstra - Sharieta Berghuis. A exposição tem o patrocínio do Consulado dos Países Baixos no Rio de Janeiro.
Local: Praça da Matriz. De 19 a 23 de Setembro.


Setting the Stage - Eddo Hartmann

Ao longo de quatro grandes viagens, realizadas nos últimos cinco anos, o fotógrafo holandês Eddo Hartmann fotografou as ruas e ambientes internos de Pyongyang, a capital da Coreia do Norte. Um dos raros fotógrafos ocidentais a documentar esse que é um dos países mais fechados e controlados do mundo, Hartmann conseguiu captar a relação entre o espaço construído e a máquina de propaganda ideológica que sustenta o regime. As imagens da série intitulada Setting the Stage, que recentemente ganhou o formato de livro, exibem essa dualidade de distopia e utopia. A exposição tem o patrocínio do Consulado dos Países Baixos no Rio de Janeiro.
Local: Praça da Matriz. De 19 a 23 de Setembro.


Todo Mundo é Fotógrafx

Intervenção urbana na Praça da Matriz realizada pelxs fotógrafxs e alunxs do Curso de Especialização em Fotografia e Imagem - Pós-Graduação do Iuperj, sob a orientação e curadoria de Mickele Petruccelli Pucarelli. Dois conceitos se articulam nessa atividade. De um lado a consolidação do amplo acesso e participação na fotografia, traduzido na constante presença de pessoas fotografando tudo, todos e a si próprias. Por outro, os debates sobre as questões de identidade, gênero, etnia, orientação sexual e diversidade cultural, que ampliaram sua presença após muito tempo de silêncio e representatividade reduzida. Os participantes do Paraty em Foco poderão interagir com displays de personagens em tamanho real. Além disso, o grupo irá realizar a instalação Árvore Fotográfica, com 100 plaquinhas penduradas na praça da árvore, e montará uma tenda com portfólio dos integrantes. Fotógrafos: Alexandra Karmiriam, Aline Macedo, Ana Bia Novais, Andrea Edelman, Bea Cazal, Bete Freitas, Bruno Almeida, Catarina Rodrigues, Dani Monteiro, Diogo Vasconcellos, Ernesto Braga, Fernanda Pitaluga, Gabriella Massa,  Isabella Scorzelli,  Isadora Alves, Isis Vieira, José Lins, Joyce Abbade, Junior Franco, Leonardo Martins, Lívia Kessedjian, Lucas Gibson, Marcela Dias, Marisa de Sá, Monica Alencar, Nicolas Finamori, Pedro Amorim, Pedro Sutter, Taiza Neves, Thayná Bonin.
Local: Praça da Matriz. De 19 a 23 de Setembro.


Retraço - Walter Carvalho

O Paraty em Foco 2018 apresenta uma versão sintética da exposição realizada no Museu da Imagem e do Som de São Paulo, com curadoria de Cristiane Almeida e Talita Virgínia. A mostra atravessa cinquenta anos de trajetória criativa, abrindo narrativas lacunares e lançando diversos fios. Aclamado como uma das grandes figuras do cinema nacional, Walter Carvalho nunca abandonou e nunca abrandou seu envolvimento com a fotografia. A versão reduzida da exposição é de responsabilidade do próprio artística e da organização do PEF.
Local: Salão Nobre da Casa da Cultura. De 19 de setembro a 14 de outubro.



1968 - Evandro Teixeira

1968 foi um ano decisivo no Brasil e no mundo, ano turbulento, de muitas esperanças e sofrimentos. Evandro Teixeira documentou as ruas do Rio de Janeiro como ninguém naqueles dias de som e fúria. O ano se iniciou com uma insatisfação generalizada com o Regime Militar. A morte do estudante Edson Luís no restaurante Calabouço, no Rio, pelas mão de um PM, no dia 28 de março, foi o estopim para enormes manifestações de rua. Esse processo culminou com a Passeata dos Cem Mil, na Candelária, no dia 26 de junho. A mostra está focada nessa passeata, que acabou duramente reprimida. Aqueles dias em que a utopia de uma derrubada do regime opressor pareceu possível acabaram se traduzindo em uma contraofensiva distópica, com a promulgação do AI-5, em Dezembro de 1968, lançando o Brasil às trevas.
Local: Casa da Cultura, Sala Dona Geralda. De 19 de setembro a 14 de outubro.


Serra do Amolar - Sebastião Salgado e Araquém Alcântara

Encravada na divisa entre Brasil e Bolívia, em pleno Pantanal, a Serra do Amolar é considerada área de conservação de “prioridade extremamente alta” pelo Ministério do Meio Ambiente. É fácil entender o motivo de tanto reconhecimento. A Serra do Amolar é uma gigantesca muralha natural que integra o Maciço do Amolar, regulador da umidade que beneficia as florestas da região e refúgio dos animais durante as cheias pantaneiras. Um dos locais mais afastados e belos do Pantanal, a Serra do Amolar foi fotografada por Sebastião Salgado para o projeto Gênesis. Como gesto de reconhecimento, ele doou seis tiragens ao Instituto do Homem Pantaneiro, que estarão expostas no Paraty em Foco 2018. A exposição se completa com três imagens de Araquém Alcântara.
As obras estarão à venda durante o festival em uma ação voltada à arrecadação de fundos para a preservação do Pantanal.
Local: Casa da Cultura, Sala Samuel Costa, Térreo. De 19 de setembro a 14 de outubro.


Animais e Seus Donos

Desde sua mudança para a cidade de Paraty, o casal Giancarlo Mecarelli e Maxime Delmotte realiza ações sócio-culturais na cidade envolvendo a fotografia e o festival Paraty em Foco. Em 2009, Giancarlo e Maxime desenvolveram em parceria com o ITAE (Instituto Trilha da Arte & Educação), uma oficina de fotografia com crianças e jovens moradores de Paraty, tendo como tema os animais e seus donos. A mostra resultante reúne imagens de afeto e que inspiram. É também um exemplo edificante em um município com tantos animais abandonados e mal tratados.
Local: Café Espaço Expositivo, Casa da Cultura, Térreo. De 19 de setembro a 14 de outubro.


<< Voltar


Termos mais procurados

Copyright © 1996 - Paraty Turismo e Ecologia Criação do site: PWI WebStudio