Chico Buarque na FLIP
Chico Buarque na FLIP

Muita gente já ouviu falar da FLIP e gostaria de participar, assistir, acompanhar, mas não sabe bem como funciona.

Tem também muita gente que escreve poesia, ou já escreveu um livro e gostaria de participar deste importante evento da literatura no Brasil. Para quem ainda não teve a oportunidade de estar presente em Paraty durante a FLIP, vamos contar um pouco sobre o evento.

Para começar, o que é a FLIP?

Ferreira Gullar na FLIP
Ferreira Gullar na FLIP

A FLIP é uma festa! É a Festa Literária Internacional de Paraty. Durante 5 dias acontecem vários eventos paralelos em torno da literatura, cultura, artes e atualidade.

A programação principal é montada inspirada em um autor homenageado. Um curador convida autores nacionais e internacionais para apresentar suas obras e debater em mesas realizadas na Tenda dos Autores. Estas mesas são organizadas em torno de temas em comum, entre os autores e um mediador. Para autores internacionais há tradução simultânea. Para estas mesas são vendidos ingressos com antecedência, mas quem não conseguiu comprar o seu ingresso pode também assistir ao vivo em telões espalhados ao redor da tenda.

Mas a FLIP tem muito mais do que apenas a programação principal. Há a Flipinha a FlipZona e toda a programação parceira.

Flipinha
Flipinha

A Flipinha é um espetáculo à parte. Além dos encontros com autores e ilustradores que apresentam os seus trabalhos e conversam com as crianças, a praça da Matriz se transforma em um imenso playground literário, com livros infantis pendurados nas árvores e espalhados pela praça, sendo apreciados por centenas de crianças e adolescentes, e também por adultos – por que não? Lá se prepara toda uma nova geração de leitores que nos dá esperança de um futuro melhor…

A FlipZona é a plataforma jovem da FLIP, com muita tecnologia, eventos sociais e elaboração de conteúdo para redes sociais. É a hora da juventude apresentar todo o seu potencial, aprendendo e ensinando como se faz o futuro.

Casa do Instituto Moreira Sales na FLIP
Casa do Instituto Moreira Sales na FLIP

E a FLIP tem ainda muito mais a oferecer. As casas organizadas por parceiros, tais como o Centro Cultural Sesc, a Casa Folha, a Casa do Instituto Moreira Sales, a Casa Gastronômica, a Casa Libre, a Casa Off Flip das Letras, a Casa do Clube dos Autores, a Casa da Liberdade, a Casa Cais e o Espaço Itau Cultural de Literatura. Estas casas têm cada uma sua programação própria, com eventos gratuitos onde basta chegar com um pouco de antecedência. Alguns são muito concorridos, outros nem tanto. São muitos autores e personagens de destaque da literatura e cultura brasileira e internacional em mesas e debates por todo o Centro Histórico de Paraty.

Ainda acontecem vários eventos pela cidade, como shows, workshops, oficinas, saraus, exposições, performances, teatro, etc. Alguns são avulsos e, outros, fazem parte do Curto Circuito Off.

São tantas opções de eventos pela cidade que desenvolvemos uma área do site para mobile com toda a programação, onde você pode consultar por evento ou por data, em ordem cronológica para você escolher o que quer assistir. Você pode acessar no endereço www.paraty.com.br/mobile/flip2016 e ter sempre à mão no celular para ir acompanhando durante o dia.

Festa Literária Internacional de Paraty
Eventos paralelos

E pode também acessar no nosso site na área da Flip no endereço www.paraty.com.br/flip  onde além da programação completa publicamos notícias e a cobertura fotográfica de todos os eventos.

A cidade durante a FLIP fica fervilhante, lotada de gente bonita e interessante, jovens e velhos, crianças e adolescentes, turistas e moradores da região, em uma atmosfera cheia de vida e de alegria.

Só mesmo participando de uma FLIP para entender…

 

 

 

VEJA MAIS FOTOS DE RICARDO GASPAR:

 

7 Respostas para “COMO CURTIR A FLIP”

  1. Elisabete Rabello Machado Brandão disse:

    Tenho um ap em Ubatuba e posso participar diariamente de todas as atividades que couberem dentro do meu orçamento. Sou escritora e tenho seis livros publicados, entre eles três infantis e gostaria de deixá-los expostos em mesinhas privadas pelas ruas da cidade. Há impedimentos para isto? Meu nome é Liz Rabello e meu blog é http://lizrabello.blogspot.com.br/

    Obrigada

    Liz

  2. LOURDES disse:

    BOA TARDE,

    TENHO UM LIVRO EDITADO E ESPERO FAZE-LO MUITO BREVE. É POSSÍVEL PARTICIPAR?
    GOSTARIA DE FAZÊ-LO ESTE ANO. CONTO COM UMA RESPOSTA DOS SENHORES.

    ATENCIOSAMENTE,

    MUITO OBRIGADA

    MARIA DE LOURDES

  3. Ana Helena disse:

    Ah, achei no outro link; no mobile aparece igual, acessando o site /flip aparece normal

  4. Ana Helena disse:

    A programação de domingo tá repetida igual a de sábado ! A mesa do Abud não está aparecendo.

  5. OTAVIO LUIZ disse:

    ìncrível como a vida é. eu frequento Paraty há muitos anos. já até passei temporadas em casas alugadas e construi um chalé também, com muita dificuldade que me foi roubado. tenho gosto pelas letras, embora tenha feito humanas. não sou uma coisa, nem outra. apesar de tudo isso, nunca consegui ver uma FLIP. acreditam? e nem sei por que.

Deixe um comentário




*