Chafariz do Pedreira - Paraty

Conta-se que um marido traído descobriu que sua mulher se encontrava com seu “cumpadre”, assim rogou-lhes uma praga que os transformou em “Mulas sem Cabeças” e nas noites de lua cheia, próximo a meia noite, elas se encontram no Chafariz do Pedreira para namorar e assustar os passantes.

*Esta lenda foi aproveitada no século XX, por dois jovens que resolveram pregar uma peça nas pessoas que vinham pegar água na parte da noite. O Chafariz ficava próximo do local onde hoje é à cerca do colégio, onde um grande lago foi formado, para onde era desviada a água para dar de beber aos cavalos. Um dia, estes jovens pegaram um cavalo branco de um tropeiro paulista e pintaram-lhe a cabeça com pó preto. Com o cair da noite quando moradores da Fortaleza vieram pegar água, o cavalo foi espantado de onde estava pelos jovens, e com a luz bastante fraca só foi possível ver o corpo do animal, sem a cabeça. Foi uma correria geral, com as pessoas jogando suas latas de água para o alto e correndo sem olhar pra trás.

O Chafariz foi construído em 1851, com verba cedida pelo Conselheiro Luiz Pedreira do Couto Ferraz, Presidente da Província que bebeu as primeiras águas no dia da inauguração em um cálice de ouro.

Chafariz do Pedreira - Paraty

 

 

 

Renan Pinto, é Guia de Turismo credenciado pela EMBRATUR desde 1999, especializado em Atrativos Naturais – Mata Atlântica. De família tradicional de Paraty estuda a história local desde criança. Tem várias matérias publicadas em diversos jornais, foi professor do curso de guias do Senac em 2005, ministrou e ministra vários cursos na área de turismo e história local em Paraty. Contatos: Cel: 24 9915-9119 / E-mail: guiarenan@ig.com.br

Deixe um comentário




*